sexta-feira, fevereiro 15, 2013

Roberto de Mattei se pronuncia sobre a renúncia de Bento XVI.

Em 11 de fevereiro, dia da Festa de Nossa Senhora de Lourdes, o Santo Padre Bento XVI comunicou ao Consistório de cardeais e a todo o mundo sua decisão de renunciar ao Pontificado.
 
O anúncio foi acolhido pelos cardeais, “quase inteiramente incrédulos”, “com a sensação de perda”, “como um raio em céu sereno”, segundo as palavras dirigidas em seguida ao Papa pelo cardeal decano Angelo Sodano.
 
Se foi tão grande a perda dos cardeais, pode-se imaginar quão forte tem sido nesses dias a desorientação dos fieis, sobretudo daqueles que sempre viram em Bento XVI um ponto de referência e agora se sentem de algum modo "órfãos", senão mesmo abandonados, em face das graves dificuldades da Igreja no momento presente.
 
No entanto, a possibilidade da renúncia de um Papa ao sólio pontifício não é de todo inesperada. O presidente da Conferência Episcopal da Alemanha, Karl Lehmann, e o primaz da Bélgica, Godfried Danneels, haviam apresentado a ideia da “renúncia” de João Paulo II, quando a sua saúde havia se deteriorado.
 
O cardeal Ratzinger, no seu livro-entrevista Luz do Mundo, de 2010, disse ao jornalista alemão Peter Seewald que se um Papa percebe que não é mais capaz, “fisicamente, psicologicamente e espiritualmente, de desempenhar os deveres de seu ofício, então ele tem o direito e, em certas circunstâncias, também a obrigação, de renunciar”.
 
Ainda em 2010, cinquenta teólogos espanhóis haviam manifestado sua adesão à Carta Aberta do teólogo suíço Hans Küng aos bispos de todo o mundo, com estas palavras: “Acreditamos que o pontificado de Bento XVI pode ter-se exaurido. O Papa não tem a idade nem a mentalidade para responder adequadamente aos graves e urgentes problemas com os quais a Igreja Católica se defronta. Pensamos, portanto, com o devido respeito por sua pessoa, que deve apresentar sua demissão ao cargo”.
 

5 comentários:

Renan disse...

A IDADE E SAÚDE, POR CERTO, PARA SE ENFRENTAREM OS MULTIS DESAFIOS…
Considero em primeira mão a saúde necessaria para bem gerir espiritual-temporalmente a Igreja e pereceria-me já carecer de tal suficiencia para as duras jornadas e multis compromissos em idade senil.
Assim sendo, devido à idade avançada, está sem condições espirituais por fragilidades físicas; o organismo não responde às exigências do múnus de Sumo Pontífice, anexo a corpo bastante enfraquecido e insuficiente para se enfrentarem multis desafios, como as infiltrações nos quadros hierárquicos de maçônicos em especial, e subsidiarios comunistas, socialistas, protestantes e ateus vinculados ao Príncipe desse mundo assediando o S Padre, infiltrados na Igreja e passando-se por religiosos para promoverem dissensões internas, acorbertarem erros de comparsas igualmente infiltrados para se gerarem escândalos; há por sinal varios relatos.
Foi duplo sofrimento para a Igreja: a inesperada saída e coincidencia em soturna época de tantas apostasias à fé e convulsões mundiais.
Sentíamos que estava sob pressão: nem todos os ordenados a seu lado, revoltas contra a rígida tradicional doutrina da Igreja, espoucavam aqui e acolá por rebeldes religiosos, alguns desejando que a Igreja se “modernizasse” traindo sua milenar doutrina, melhor, se mundanizasse!
Os comunistas e a esquerdista Teologia da Libertação estão satisfeitos com sua saída pois o S Padre Bento XVI desmontou as falacias das tendenciosas propagandas de regimes comunistas aparentemente fraternais, assim como do ateísmo sob forma de simulações de cristianismo da esquerdista TL, por sinal, parceira do PT, disseminando o marxismo cultural para implantação da ditadura do relativismo.
Porém, ele continuará ao nosso lado, com nossas preces, esperando que o Espírito de Cristo, por Maria nos brinde com outro Sumo Pontífice sabio e santo como ele, sequenciando sua inestimável obra iniciada em favor do Reino de Deus.

Flavio disse...

Excelente o artigo do De Mattei.

Antonio,quando cliquei para continuar lendo apareceu um aviso de pergigo:malware.Uso o google chrome.

Fique com Deus.

Flavio.

Flavio disse...

Excelente o artigo do De Mattei.Concordo com suas palavras.

Antonio,quando cliquei para continuar lendo apareceu um aviso de pergigo:malware.Uso o google chrome.

Fique com Deus.

Flavio.

Antônio Emílio Angueth de Araújo disse...

Caro Flávio,
Salve Maria!

O site é o da Missa Tridentina em Portugal. Acho que é qualquer coisa do Chrome mesmo. Aliás eu desisti desse browser, por isso e por outras coisas.

Ad Iesum per Mariam.

Luiz Fernando disse...

Caro Angueth,

Salve Maria!

Eu já indiquei o texto para várias pessoas, e também disponibilizei o link no meu blog.

A minha mãe levou uma cópia impressa para a Capela e uma pessoa acabou se interessando e ficou com o texto.

Opiniões sérias, neste momento, nem se comparam às especulações da mídia sensacionalista.

Luiz Fernando de Andrada Pacheco