sexta-feira, novembro 27, 2009

Belloc em português, pela primeira vez

O grande Hilaire Belloc encontra sua casa no Brasil. A Editora Permanência acaba de lançar As Grandes Heresias, livro por ele escrito em 1938. A Permanência foi fundada, entre outros, por Gustavo Corção e Júlio Fleishman. Dom Lourenço, filho do Dr. Júlio, acolhe agora Belloc na casa de Corção, um grande chestertorniano e certamente admirador de Belloc, embora nunca tenha lido menção a Belloc na obra de Corção.

Tocou a mim a tarefa da tradução da obra. Comecei-a no blog até que surgiu o interesse da Permanência. Para mim é muito significativo a publicação do livro, pois ele é o primeiro rebento do blog, rebento que sai do blog e ganha o mundo. Espero que o livro tenha para os leitores o mesmo impacto que teve para mim.

Em primeiro lugar, vê-se um verdadeiro historiador em pleno domínio de sua técnica. Em segundo lugar, vê-se um verdadeiro católico em pleno domínio de sua fé. Uma parte muito significativa da história da Igreja é contada no livro, mas não só. No livro, um período crucial do Império Romano ganha vida perante nossos olhos. Toda a trágica vida européia, do século VII ao século XVI, passa a desfilar à nossa frente. Quase participamos das Cruzadas com aqueles heróicos católicos nossos ancestrais. Sentimos todos os golpes desfechados contra a Igreja pelas sucessivas e diferentes heresias. Lutamos contra os cátaros que desejavam destruir a humanidade. Vemos o desenrolar de toda a Reforma e depois o amadurecimento de todos os seus frutos. Por fim, acompanhamos Belloc em sua análise da situação da Igreja no século XX, antes do Concílio Vaticano II, concílio este que realizou muitas das mais temerárias suspeitas do grande escritor.

Uma coisa posso garantir a todos os leitores do livro: nossa Fé será fortalecida com a leitura do livro.

Boa leitura a todos.

Auxilium Christianorum, ora pro nobis!

18 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns!

Sou leitor regular de seu blog.

Certamente encomendarei o livro.

Alessandro.

Anônimo disse...

Desde o Rio Grande mando os parabéns pelo trabalho. Já li este livro na web, mas será ótimo ter a obra nas mãos. E concordo com vc quando diz da emoção que se tem ao ler as palavras de Belloc, a emoção de nos sentirmos de alguma forma partícipes dos acontecimentos. Este autor é responsável, entre alguns poucos, pelo orgulho que tenho em descender de povos missionários e cruzados.

Luiz Melendez

Antonio Emilio Angueth de Araujo disse...

Caro Luiz,
Salve Maria!

Obrigado pelas palavras. Espero traduzir, no futuro, outras obras de Belloc.

Um abraço. Antônio Emílio Angueth de Araújo.

Renan Santos disse...

Muito legal, parabéns, Antônio.

Agora, como foi isso, os caras leram seu blog e entraram em contato contigo para publicar a tradução, ou você se ofereceu?

Fiquei curioso, pois tenho cá umas traduções prontas que pretendo um dia oferecer pr'alguma bondosa editora, hehehe.

Abraço!

Antonio Emilio Angueth de Araujo disse...

Caro Renan,

No meu caso, o pessoal a Permanência entrou em contato e propôs publicar minha tradução.

Ofereça seu trabalho sim! Boas traduções de bons livros são um artigo em falta no Brasil.

Boa sorte.

Antônio Emílio Angueth de Araújo.

Anônimo disse...

Professor, cordiais saudações!!!
Lancei lá na Comunidade Chesterton (PT) do Orkut um post sobre esse lançamento.
Com estima; MMLPimenta

Antonio Emilio Angueth de Araujo disse...

Caro Pimenta,

Deus lhe pague pela força.

Antônio Emílio Angueth de Araújo.

William Campos da Cruz disse...

Olá, Angueth!
Você considera a leitura desse livro recomendada a um protestante que está com mais dúvidas do que nunca, depois de ter lido "A crise do mundo moderno", do Pe. Leonel Franca?

Antonio Emilio Angueth de Araujo disse...

Caro William,

Este livro é recomendadíssimo para você. Há lá um capítulo sobre a Reforma e você entenderá de onde surgiu o erro protestante. É uma heresia muito antiga que foi vestida com uma roupa nova.

A Igreja está a sua espera. Se você me permite, passo, a partir de hoje, a rezar a Nossa Senhora por sua conversão.

Não deixe de compartilhar comigo sobre suas impressões do livro.

Antônio Emílio Angueth de Araújo

Luiz disse...

Já encomendei meu presente de Natal! Aguardo ansioso a chegada do livro!

Tenho certeza que será uma ótima leitura.

William Campos da Cruz disse...

Encomenda feita. Durante a leitura passo por aqui para fazer comentários e, possivelmente, perguntas. Posso?

Antonio Emilio Angueth de Araujo disse...

Caro William,

Passe por aqui sim! No que eu puder ajudar, estarei sempre à disposição. Continuo rezando pela sua conversão.

Antônio Emílio Angueth de Araújo.

Anônimo disse...

Prezado Antônio Emílio Angueth de Araújo,

Encomendei o livro e espero tirar muito proveito da leitura dele.

Já há alguns anos iniciei a minha caminhada para retornar à Igreja Romana, tenho enfrentado alguns 'atrasos' neste caminho, muitos devido às minhas próprias fraquezas, mas espero com a juda do nosso bom Deus completar aquilo que iniciei.

Tenho a intenção de ajudar a minha esposa que é protestante, mas foi batizada na verdadeira Igreja de Cristo, a também retornar.

Tenho certeza que faço aquilo que certo e confio em nosso Senhor e Salvador para me dar forças e sabedoria necessárias para vencer.

Márcio Costa

SETAS PARA OS CAMINHOS disse...

"Lutamos contra os cátaros que desejavam destruir a humanidade."

Meu Deus, quanta falta de sentimento cristão ao colocar esta frase com relação ao seu livro.
Por enquanto é a loucura do mundo sobrepondo a Loucura da Cruz, mas fico com a Loucura da Cruz.

Está escrito:
"Quem viver pela espada, pela espada também morrerá."

O que a ganância pelos bens materiais não faz com nossa capacidade de consciência. tudo só para vender um livro.

É uma criança em todos os sentidos.

E não adianta blasfemar contra mim, faz uma reflexão do que voçê escreveu antes de proferir qualquer palavra odiosa, pois se não quiser receber crítica,aprenda a ter compaixão pelos seus semelhantes e retire do seu blog a opção "Faça um comentário".

Airton Barros

Antônio Emílio Angueth de Araújo disse...

Resposta ao senhor Barros, vocês encontram aqui.

Emanuel Jr. disse...

Boa resposta ao post anterior.

Mudando de assunto, esse já está na lista. Próxima compra estará entre os demais da minha estante. Parabéns.

Junior Ribeiro disse...

Aqui um ex-protestante encomendando essa obra!

Antônio Emílio Angueth de Araújo disse...

Deo gratias! Junior.