terça-feira, fevereiro 28, 2012

50 anos de Concílio Vaticano II. Em Betim, comunismo pode, Missa Tridentina, não.

Vejam a heresia dos Fransciscanos de Betim: o comunismo unindo as religiões! Isso pode, mas Missa Tridentina, esta não! Omiti alguns dados do cartaz porque não sou herege e não quero fazer propaganda de heresia.


 São Francisco de Assis, rogai por nós!

8 comentários:

Anônimo disse...

Caro Professor,

Por um acaso, o senhor já teve ao menos a curiosidade de pesquisar a respeito das "músicas quaresmais" da Campanha da Fraternidade deste ano? Não? Aí vai um trecho:

"Ah! Quanta espera, desde as frias madrugadas,
Pelo remédio para aliviar a dor!
Este é teu povo, em longas filas nas calçadas,
A mendigar pela saúde, meu Senhor

(....)

Ah! Não é justo, meu Senhor, ver o teu povo
Em sofrimento e privação quando há riqueza!
Com tua força, nós veremos mundo novo, (Cf Ap 21,1-7)
Com mais justiça, mais saúde, mais beleza!"

Quando começou a Missa neste Domingo, primeiro tive vontade de rir quando ouvi...depois tive vergonha e então tristeza. Até estive comentando que esta missa (com m mesmo) não é piedosa, não aproxima o homem de Deus. Comentei também a respeito da Missa Tridentina e, ao demonstrar meu desejo de frequentá-la, agora pensam que sou maluco, retrógrado. Peço ao senhor que, caso saiba, informe-me onde posso assistir a Missa Tridentina aqui no Rio, farei o possível para frequentá-la. Um abraço e obrigado por abrir meu olhos! Leonardo

Antonio Emilio Angueth de Araujo disse...

Caro Leonardo,
Salve Maria!

As CF's são um escândalo. A CNBB é heresia pura. Esqueça esta organização vermelha; ela não tem nada a ver com a Igreja.

Para Missa Tridentina no Rio clique aqui.

Obrigado pelo comentário e por suas palavras. Reze por mim.

Ad Iesum per Mariam.

Flavio disse...

No último domingo na missa também tinha uma música horrivel que falava de remédios.Acho que não era essa,mas era igualmente torturante para os ouvidos.

Fiquem com Deus.

Flavio

Luiz Fernando disse...

Caros amigos,

Que situação vergonhosa em Betim! As congregações religiosas no Brasil, em sua maioria, parece que já se tornaram instituições cismáticas, completamente afastadas do espírito da fé católica. Esse povo não tem respeito algum pela Igreja! E eu não sei por que eles não se retiram logo, e não fundam uma outra igreja, ou não unem forças às inúmeras denominações protestantes de índole esquerdista.

Quanto à CNB do B, o tal sindicato de bispos, dá tristeza...

Entoar "hinos" com letras repletas de ideologia marxista? Dá para chamar isso de liturgia católica?

Luiz Fernando

Anônimo disse...

Isso é Bento XVI:

http://cumexapostolatusofficio.blogspot.com/2012/02/amigos-salve-maria.html

Renato Lima

Melissa Bergonso disse...

Olá, prof. Angueth, Salve Maria!

É um absurdo esse tipo de coisa que permitem acontecer hoje em dia. O título "Curso Ecumênico" já choca, agora choca muito mais a imagem que criaram para ilustrar o tal cartaz. Fico imaginando onde está o cérebro dos católicos atuais, que não conseguem mais discernir a um palmo do nariz nem o cheiro fétido das coisas pútridas e nocivas que lhes são apresentadas como "boas" e "construtivas"...

O que me revolta é que a gente é obrigado a ficar com migalhas, mesmo depois de muita luta e sacrifício. Como o senhor disse, qualquer coisa hoje em dia pode, menos a Missa Tridentina... e aí, se a gente reclama, somos fanáticos, puritanos, "rebeldes", quando não somos chamados de outras coisas ou então categorizados como "seita"! É revoltante, muito revoltante!

Ademais, gosto muito do seu blog, sempre o acompanho! Fica com Deus!

Evelyn Mayer de Almeida disse...

E porque citar o CVII? Acaso é culpa DELE a desobediência dos padres? Acaso é de responsabilidade DELE que os padres desistiram de rezar a Missa Tridentina? Podemos, então, afirmar, que a Teologia da Libertação só existiu graças ao CVII??? Fala-se isso como se antes do tal Concílio NUNCA tivesse existido uma única heresia no mundo, ou um herege nos bancos da Igreja.

Não, senhor. Não é culpa do CVII. O Concílio não foi realizado para a ruína da Igreja. Se o fosse, eu mesma deixaria de ser católica.

Antonio Emilio Angueth de Araujo disse...

Cara Sra. Evelyn,
Salve Maria!

Um ou outro herege sempre existiu na Igreja. Este “um ou outro herege”, quando descoberto, era sempre punido. O CVII mudou isto. Agora, são praticamente todos que estão nos púlpitos (espere meu post da próxima terça-feira). E mais, agora bispos e cardeais negam publicamente Dogmas centrais da Igreja de Cristo.

Não, Sra. Evelyn, não estamos vivendo uma situação normal. Para isso, basta ler a vasta literatura sobre a crise, infelizmente desconhecida no Brasil. De modo mais modesto, basta ler meu livro sobre padres proclamando aos quatro ventos heresias há muito condenadas pela Igreja.

O Concílio pode não ter sido realizado para a ruína da Igreja; ninguém deve ficar preocupado com as intenções dos padres conciliares, pois a consciência deles só Deus conhece. O que importa são os frutos, como ensina Nosso Senhor, e os frutos desta arvora indica que ela é a raiz do mal.

Mas a senhora não deve deixar a Igreja por isto, pois ela é mantida por Sua Cabeça, que é Nosso Senhor, e ninguém a deixa, sem deixá-Lo. Assim, fique dentro dela e lute contra a heresia generalizada. Não adianta fingir que não vê. E se a senhora realmente não vê a crise, procure se informar melhor, porque a crise é gigantesca e o mal tem de encontrar alguma resistência.

Obrigado pela visita e pelo comentário.

Ad Iesum per Mariam.