domingo, novembro 19, 2006

Mais cartas sobre meu artigo a respeito do software livre

No MSM, com resposta do editor


Linux
enviada em 18/11/2006

Achei um absurdo a materia sobre o linux e o software gratis. Não tem nada haver [sic!] com a realidade
Heber Lima

Prezado Sr. Heber:
Gratos pelo seu contato.


Seria interessante se o sr. fosse mais objetivo sobre o que o incomoda no artigo, do que simplesmente "achar um absurdo". Fica parecendo aquela história da mulher que chegou no médico desesperada com um problema que a incomodava, mas sem saber explicar o que era, afirmava que estava sofredo de "ejaculação precoce"...

Atenciosamente,

Editoria MÍDIA SEM MÁSCARA.


Para minha caixa de e-mail, com minha resposta.

Veja que sabichão é este rapaz, de quem omito o e-mail para preservá-lo do vexame.


De: pitcho@
Enviada em: domingo, 19 de novembro de 2006 02:03
Para: araujo@cpdee.ufmg.br
Assunto: Software livre: de graça?

Prezado,
Primeiro, não faça SPAM, não é assim que se consegue visibilidade, talvez se publicar algo que seja interessante alguma revista ou site muito acessado publique sua mensagem.

Segundo, Linux não é, e nunca teve a intenção de ser uma proposta de CARIDADE, mostra-se apenas como uma OPÇÃO. Tente ler um pouco mais, e PENSAR um pouco mais. *talvez* você seja capaz de ver que, o que escreveu é uma completa ignorância. Mas um mundo é isso mesmo, algumas pessoas PENSAM outras vivem de oportunidades que agarraram no PASSADO Professor.

MINHA RESPOSTA

Sr. anônimo,

Não sei seu nome, pois o sr. não se identificou. Não sei exatamente a qual ignorância minha o sr. se refere.

Quanto à caridade, vou citar um trecho do Manifesto GNU, para o sr. avaliar:
"A Fundação Para o Software Livre levanta a maior parte dos seus fundos do serviço de distribuição, apesar dela ser uma instituição de CARIDADE em vez de uma empresa."

As letras maiúsculas na palavra caridade foram a contribuição de minha ignorância à sua sabedoria, sabichão anônimo.

Antonio Emilio.

Nenhum comentário: