quarta-feira, dezembro 14, 2011

Santo Alberto Magno - Doutor Universal e patrono das Ciências.

Proferi, como havia antecipado aqui no blog, palestra sobre a vida de Santo Alberto Magno, no Colégio Monte Calvário, dia 20 de novembro passado, logo após a Missa Tridentina. O vídeo da palestra vai abaixo.


9 comentários:

Anônimo disse...

Olá Professor Angueth,

aproveitando o tema, gostaria de lhe pedir alguns conselhos. Me formei em Licenciatura em matemática esse ano. Desde que saí da faculdade, principalmente após começar a acompanhar o trabalho do Professor Olavo, percebo que minha formação foi muito fraca, pois tenho dificuldade para compreender os fundamentos da própria ciência que estudo. Você poderia citar algumas referências de estudo sobre o método científico e história da ciência?, podem ser em inglês.

Abraço,

Gio Fabiano.

Flavio disse...

Muito bom,Antonio!

Antonio Emilio Angueth de Araujo disse...

Caro Gio,

Passe-me um e-mail contando-me sua formação, há quanto tempo você acompanho o Olavo, o que você já leu de filosofia e história geral, sua religião, etc. Peço isso, para que eu possa te ajudar mais eficientemente.

Um abraço.

Anônimo disse...

Caro,

Qual é o belíssimo canto usado na introdução dos vídeos de suas palestras?

Atenciosamente,

Alessandro.

Antonio Emilio Angueth de Araujo disse...

Alessandro,
Salve Maria!

As edições das palestras são feitas por meu filho. Vou perguntar a ele sobre a música e depois informo.

Em JMJ.

Antonio Emilio Angueth de Araujo disse...

Alessandro,

A música é Salve Regina, em uma de seus vários arranjos. Meu filho não lembra mais de onde ele a baixou.

Em JMJ.

Anônimo disse...

Caro Prof. Angueth,
parece-me que a música é, na verdade, uma versão do "Alma Redemptoris Mater", cantado após Laudes, Vésperas e Completas do Ofício Divino agora no Natal.

Aproveito o ensejo para desejar-lhe um santo ano de 2012.

Luiz disse...

Professor, o senhor falou de Santo Alberto e o comparou com os cientistas de hoje, estava lendo na wikipédia sobre André-Marie Ampère e lá diz

"On the day of his wife's death he wrote two verses from the Psalms, and the prayer, 'O Lord, God of Mercy, unite me in Heaven with those whom you have permitted me to love on earth.' Serious doubts harassed him at times, and made him very unhappy. Then he would take refuge in the reading of the Bible and the Fathers of the Church"

Professor, por que não se formam mais cientistas como antes?

Antonio Emilio Angueth de Araujo disse...

Caro Luiz,
Salve Maria!

Como Ampère, também Cauchy, também Pasteur.

A ciência hoje, esquecendo-se de sua origem, é atéia; esqueceu-se de Deus. O materialismo é o dogma científico moderno. Quem não o aceita, quase sempre tem todas as portas fechadas.

Ad Iesum per Mariam.