sexta-feira, agosto 16, 2013

Mundo às avessas: será que a Rússia vai converter o mundo?

Duas notícias para colocar todo mundo confuso. O Papa Francisco propõe ao mundo, por meio da Pontifícia Academia de Ciências, uma rede educativa internacional, cujos princípios são deslavadamente comunistas. Tem todas as palavras e expressões de qualquer documento do Foro de São Paulo: atitude de abertura ao outro; riqueza da diversidade; consciência ambiental; desenvolvimento sustentável; solidariedade acima de tudo. Nenhuma expressão católica, nenhuma ideia católica, nenhuma palavra sequer que lembre o catolicismo. Sobre essa nova língua politicamente correta e comunista, ver A epopéia dos estúpidos e os novos contadores de histórias.
 
Enquanto isso, uma atleta russa se diz totalmente favorável a uma lei do governo Putin, contra a propaganda homossexual: "Vivemos homens com mulheres e mulheres com homens", diz ela. Diz isso para a mídia em geral, sem nenhuma vergonha, sem nenhum medinho de ser criticada. Diz mais ainda: vai interromper por um tempo a carreira de atleta para se dedicar à maternidade.
 
Será que o acordo de Metz foi rompido pela Rússia? Será ela o bastião dos valores civilizacionais?
 
São Joaquim, rogai por nós!

20 comentários:

Arthur Mc disse...

Quer outra prova da claudicação degradante da Igreja?

A Universidade Católica de Leuven, a mais antiga da Bélgica e que tem sido uma das principais contribuintes para o desenvolvimento da teologia católica romana há mais de 500 anos, vai oferecer uma licenciatura em teologia islâmica no a partir de 2014.

http://www.gatestoneinstitute.org/3932/islam-europe-education

Arthur Mc disse...

Quanto a Rússia converter o mundo....não podemos ser ingênuos. Os católicos não. O governo brutal e assassino de Putin e sua igreja estatal não têm nenhuma concepção de "valores morais tradicionais": a Rússia não é pró-vida e muito menos pró-família; o desastre demográfico do país está sendo exasperado pelo fato de que os abortos estão ultrapassando nascimentos: 13 abortos para cada 10 nascimentos; Moscou sozinha possui mais de 3 milhões de mulheres solteiras em uma população de 11,1 milhões. A Rússia tem a maior taxa de divórcio no mundo.

Mais fácil eu acreditar que a KGB, atual FSB, conhecida pelo seu empenho na decadência moral do ocidente, esteja usando o movimento gayzista (que é marxista) justamente para criar uma plataforma política favorável ao seu corrupto czar.

Não podemos e não devemos esquecer que a Rússia ainda não foi Consagrada; e que suas páginas encharcadas de sangue do século XX não podem ser simplesmente viradas para eles continuarem com sua revolução mundial comunista "por outros meios", como o próprio Lênin ensinou.

Rodrigo disse...

Professor, a Rússia é um dos países campeões mundiais da prática de aborto. Lá, o número de abortos aproxima-se do de nascimentos. Veja:
http://www.jn.pt/PaginaInicial/Mundo/Interior.aspx?content_id=1473574
São os inventores da teologia da libertação, espalharam o comunismo pelo mundo.
E o senhor mesmo já comentou sobre o debate que Olavo de Carvalho com o Alexandr Dugin, mentor do Movimento Eurasiano e estrategista de Putin, aqui:
http://angueth.blogspot.com.br/2011/03/obrigado-olavo-de-carvalho.html

Antônio Emílio Angueth de Araújo disse...

Caros Arthur e Rodrigo,
Salve Maria!

Obrigado pelas informações e comentários. Não pensem que o blogueiro enlouqueceu. Diante da situação, o blogueiro não viu outra perspectiva a não ser a ironia.

Ad Iesum per Mariam.

Unknown disse...

Esta atleta ganhou uns 100 pontinhos comigo agora viu. Vou torcer pra ela nas olimpíadas do RJ. rsrs

Anônimo disse...

Sim, a Rússia tem grande número de abortos e é governada por espiões, MAS é o único país que é contra propaganda gay e gayzismo em geral. Especificamente nesse ponto, deve ser elogiada, sim.
Quanto à promessa de Fatima - por que a Rússia? (e não a Itália, França ou Grã-Bretanha). O liberalismo político ocidental ainda não vingou totalmente lá. A questão do Estado Laico não é um dogma para o russo comum, nem para muitos intelectuais ortodoxos. Muitos até acham que Religião-Estado tem que ser mais unidos.

Ricardo2

Alexandre disse...

Recomendo esse texto do Conde sobre o assunto. Muito bom.

A "moralidade estatal" da Rússia
---------------------------------

http://cavaleiroconde.blogspot.com.br/2013/07/a-moralidade-estatal-da-russia-e-as.html

Arthur Mc disse...

O liberalismo político ocidental não vingou e nem vingará na Rússia. Não é o propósito deles.

Putin está utilizando as imensas reservas de petróleo e gás justamente para converter a Rússia em uma superpotência energética, com grande influência política e financeira. A abordagem mão de ferro que ele está utilizando para estabelecer o domínio despótico e econômico na Europa é o leninismo clássico baseado no engano. O Kremlin se nega a aceitar as reformas financeiras e políticas de estilo ocidental. Por outro lado, se utiliza do livre mercado ocidental para sabotar alternativas e planos de diversificação de consumo de gás, apoiando-se nos débeis e míopes líderes ocidentais para ajudá-lo a obter um domínio absoluto sobre a provisão gás na Europa mediante contratos de longo prazo com consumidores ocidentais. A Alemanha inclusive decidiu apoiar a Rússia na construção do gasoduto Nord Stream, que liga diretamente a Rússia e a
Alemanha, o maior importador da Rússia. Isto irá assegurar grandes clientes para a Rússia na Europa ocidental, enquanto serve tbém como instrumento político contundente para pressionar a Polônia e os Estados bálticos, cortando seu fornecimento de gás como fez no passado e tudo indica voltará a fazer.

A Rússia se autopromoveu recentemente de produzir o melhor equipamento militar do mundo, ela continua fornecendo todo tipo de armamento para os compradores no Oriente Médio e em outros lugares, apesar das reclamações dos países ocidentais, cujos inimigos a Rússia está armando. Putin está determinado a ter sua união eurasiana e se tornar "um dos pólos mundiais do poder”.Com seu exercito monstro a Rússia está preparada para defender sua política eurasiana com força, se necessário

É difícil para o ocidente entender o método dialético de Hegel - a criação de concorrentes ou sucessivas opostos, a fim de alcançar um resultado pretendido. Igualmente difícil para nós compreendermos é o fato de que estes revolucionários leninistas planejam suas estratégias ao longo de décadas e gerações. Este comportamento extraordinário é naturalmente estranho para os políticos ocidentais, que não conseguem enxergar além da próxima eleição. Os políticos ocidentais costumam reagir aos acontecimentos. Revolucionários leninistas criam eventos, a fim de controlar as reações a eles e manipular os resultados.

E alguns resolveram bater palminhas só porque o déspota anda metendo porrada nos gays... Fala sério!


Anônimo disse...


A Rússia de Putin
Olavo de Carvalho, escreveu em seu perfil pessoal do Facebook um comentário a respeito dos rumos que a Rússia de Putin está tomando: "Provavelmente a idéia do Putin é cristianizar o mundo sob a hegemonia ortodoxa. É um velho sonho dos nacionalistas russos, entre os quais Solovyov e Dostoiévski."

Este "velho sonho" mencionado por Olavo passa pela construção do Império Eurásia. E converter a Rússia ao Imaculado Coração de Maria já virou questão política, tanto que a sequência de seu comentário retrata isso:

"Se a Igreja Católica continuar cedendo terreno, adiando para o Dia de São Nunca a consagração da Rússia, essa parecerá ser a única saída viável para quem não quer nem comunismo, nem islamismo, nem globalismo à Rockefeller. Não deixa de ser interessante notar que, extinta a credibilidade do marxismo, a elite russa voltasse a se apegar aos velhos profetas do tzarismo. Um dia desses o Putin vai se coroar tzar, e todos os russos o aplaudirão.". (Blog Está por Vir)

Luiz Antonio

Antônio Emílio Angueth de Araújo disse...

Caros Arthur e Alexandre,
Salve Maria!

Vou repetir, para tranquiliza-los: eu fui irônico acerca da Rússia. Não estou batendo palminhas para ela. Sei razoavelmente o que ela foi e o que ela é. Também acho que compreendo, mesmo que muito imperfeitamente, a filosofia de Hegel e quanto o marxismo é caudatário dela.

Obrigado pelos comentários, mas o blogueiro está muito consciente da crise do mundo e da Igreja.

Ad Iesum per Mariam.

Arthur Mc disse...


Meu último comentário não foi uma referência ao seu texto, Professor. Eu entendi a ironia. Na verdade, respondi ao comentário do Ricardo 2.

Anônimo disse...

Olá Arthur Mc,

Já que fui citado: afinal, você concorda com a lei russa sobre proibição de parada gay, propaganda gay para crianças e gayzismo em geral? (não vale dizer que o Putin é espião, que Medvedev foi comunista, etc,...).
Quanto ao outro ponto: nunca devemos esquecer que os ortodoxos tem sucessão apostólica - os Bispos são verdadeiramente Bispos, os Padres são Padres validamente. E se a solução da crise da Igreja vier da conversão dos ortodoxos para Roma? e se o Papa tiver coragem a partir de algo milagroso que acontecer no Leste?
E se uma Rússia CONVERTIDA for a última defesa contra o a podridão e o mar de lama do liberalismo do Ocidente e do Islamismo?

Ricardo2

Gederson Falcometa disse...

"E alguns resolveram bater palminhas só porque o déspota anda metendo porrada nos gays... Fala sério!"

Arthur,

Nenhum país do ocidente mostra forças para se opor ao lobby gay, pelo contrário, todos se revelaram seus colaboradores. Além disso, o parlamento russo aprovou recentemente uma lei que proíbe a propaganda do aborto (http://cleofas.com.br/russia-governo-aprova-projeto-de-lei-que-proibe-anuncios-a-favor-do-aborto/) que é um outro feito impensável para qualquer outro país do ocidente.

Quanto as questões econômicas, isso não quer dizer muita coisa e comparado com o fato do legislativo russo estar promulgando leis conforme o direito natural, quer dizer menos ainda. Ainda neste sentido, também surpreende o fato do Kremlin rejeitar as reformas financeiras e políticas de estilo ocidental, uma vez que o sistema politico é totalmente controlado pelo financeiro ocidental, que por sua vez é controlado pelos judeus (sionismo). Coincidência ou não, é justamente este sistema ocidental que financia os lobby's do aborto e do gayzismo internacional.

Gederson Falcometa disse...

Luiz Antônio,

A questão da consagração da Rússia é bastante complicada. O comunismo quase torna a natureza humana indisposta e praticamente a destrói para a graça (Se é impossível ser bom católico e socialista ao mesmo tempo, como ensinava Pio XI, imagine ser católico e ser comunista...). Assim, pode ser dizer que antes de sua conversão (e da própria consagração) seria (ou será) necessário a Rússia, uma mudança em sua própria natureza para uma predisposição para a graça (natura non facit saltus, sed procedit gradatim). É Como dizia Santo Tomás: “a Graça supõe a natureza, a aperfeiçoa e não a destrói”.

Outra pergunta a ser colocada neste contexto é a seguinte:

Hoje a Rússia se converteria a que e a quem?

A Húngria tomou a decisão de ser um Estado Católico e resolveu dar a Igreja a educação de seus cidadãos. A Igreja pelas decisões do Concílio Vaticano II, disse-lhe não, e a Húngria acabou entregando a educação de seus cidadãos para os protestantes. Isso é apenas um exemplo para ilustrar o fato de que diante das circunstâncias criadas pelas doutrinas conciliares, a conversão da Rússia é impossível. Deste modo, podemos dizer que, tanto a consagração como a conversão da Rússia, pressupõem também o abandono das diretrizes conciliares e uma mudança na própria Igreja. Do contrário a Rússia pode até se tornar um Estado Católico, mas em pouco tempo um Papa baseado nas atitudes de seus predecessores, poderia pedir ele próprio, a separação entre a Igreja e o Estado como seus predecessores pediram nas concordatas com a Itália, Espanha, Colômbia, etc.

Sabemos que a consagração acontecerá, mas diante das circunstâncias atuais é difícil até mesmo fazer qualquer conjectura sobre como acontecerá.

Arthur Mc disse...

Ricardo2
Ora, se não vale dizer que “Putin é espião, que Medvedev foi comunista, etc”...então tbém não vale dizer que a Rússia está preocupada com Família, que é Pró-Vida, já que mantém um número de abortos que é um verdadeiro genocídio.

Cara, eu não consigo ficar de chamego com um déspota, um assassino implacável, só porque ele bate nos viados. Se for para apelar prá este tipo de argumentação, então por que não apoiamos os iranianos?, que além de bater muito mais eficazmente na viadagem, tratam da questão do aborto de forma exemplar: por lá, o aborto é severamente restringido por lei e, portanto, a taxa é baixíssima. Você concorda com a lei sobre o aborto do Irã?

Quanto à sua 2ª questão, eu fecho com o comentário do Luis Antonio (mais acima) – aliás, palavras do Olavo: "Provavelmente a ideia do Putin é cristianizar o mundo sob a hegemonia ortodoxa - e não o contrário como você diz.

Você deve saber mas vou falar assim mesmo: o islã radical está cada vez mais popular entre os russos étnicos, as taxas de conversão ao Islã estão altíssimas. O próprio Dugin não se cansa de afirmar que a Rússia Eurasiana é uma mistura única de ortodoxos e muçulmanos,que vêm os EUA como o maior inimigo; Aliás, a aliança entre os ortodoxos e os muçulmanos da Rússia foi o mais importante aspecto da doutrina Eurasiana.

“Crer na santidade da Rússia é o mesmo que achar que a cafetina do puteiro vai moralizar o convento ou o seminário de padres” (essa, infelizmente, não é minha. É do Conde)

Arthur Mc disse...

Gederson

Quem poderá nos salvar? Vixe! Vou fazer a festa com o texto do Conde. rs

...“Porém, o que a Rússia pode nos ensinar em matéria de moralidade? Durante todo o século XX, o país foi dominado pelo mais monstruoso, imoral e desumano sistema totalitário da história, capaz de superar, e muito, sua rival nazista. Foi também o Estado russo que massacrou dezenas de milhões de seus concidadãos, além de espalhar toda sorte de mazelas morais, intelectuais e éticas no ocidente. Muito fácil apontar o dedo contra a causa homossexual, quando foi a Rússia sua maior difusora, através das ações da KGB entre os intelectuais e meios culturais ocidentais. Também pudera, o tal "oriente" russo provoca a decadência moral do ocidente e depois vem como o quebra-gelo de salvador da civilização? Foi diferente quando a Rússia soviética de Stálin promoveu Hitler até a invasão alemã de 1941? Quem é que não sabe que a KGB apoiou tudo que é movimento politicamente correto no mundo ocidental, para enfraquecê-lo moralmente na disputa da guerra fria? Pacifismo, gayzismo, relativismo moral, multiculturalismo racista, grande parte, produto desta reles prostituta chamada "Mãe Rùssia"....


http://cavaleiroconde.blogspot.com.br/2013/07/a-moralidade-estatal-da-russia-e-as.html


Anônimo disse...

Bom dia Arthur Mc,

Você fala, fala, fala....mas não responde nada. Responde perguntas com perguntas. Com prazer eu respondo claramente, diretamente, objetivamente:
- nunca falei que a Rússia é pró-vida, pró-Família. Leia bem o que escrevi. Se não entendeu, eu te explico: falei que, especificamente, (quem sabe eu repita mais uma vez: especificamente) neste ponto (o combate ao gayzismo) eu concordo com a lei russa. Não preciso concordar com tudo que uma pessoa faz, para aderir a um ponto em particular do que pratica. Por ex.: não sou evangélico, mas se não fosse pelos parlamentares evangélicos, há muito tempo o aborto já teria sido legalizado no Brasil. Pela ação deles, eu aplaudo.
- Não concordo com violência contra gays.
- Quanto ao Irã: pelo que eu li, a lei é liberal até demais pro meu gosto, já que permite aborto se o feto tiver malformações.
- Quanto ao chamego - pra usar o teu estilo: cara, não consigo ficar de chamego com um democrata, que só por ter recebido maioria de votos acha que pode propor qualquer lei e ir contra as leis de Deus. Pra que você entenda bem: falo de legisladores como na Alemanha que criaram por lei um terceiro sexo.
Bem, prezado Arthur Mc, ficamos por aqui. Não costumo discutir com quem não responde ao peço e se acha no direito de querer que eu responda. Além disso, esse debate deve estar enchendo o saco do Angueth, daqui a pouco ele vai deletar tudo!
Esse foi o post mais comentado e polêmico da história do blog.

Ricardo2


Gederson Falcometa disse...

Arthur,

Geralmente esta pergunta é feita por protestantes em relação a Roma e entre eles é quase unânime que ela não podia e não pode ensinar nada em matéria de moralidade, eternizaram na em seu passado pagão. E tal como Roma pode se converter apesar de seu passado, também a Rússia pode fazê-lo e salvar o ocidente. Apesar de alguns eternizarem o seu comunismo, como outros eternizaram Roma no seu passado no paganismo.

As leis que recentemente aprovaram são indícios de um processo de conversão, quer você queira ou não.

Arthur Mc disse...


Ricardo2

Bom, meu caro, minhas respostas estão dadas no meu post. Se tu não queres enxergá-las, eu não posso forçá-lo. Aliás, eu fui o que mais falou nesta postagem do professor; além de indicar links, citações, etc. Não é possível que minha posição ainda não esteja clara.

Mas para finalizar o que eu penso sobre o assunto, então vai mais essa:

...”Não preciso concordar com tudo que uma pessoa faz, para aderir a um ponto em particular do que pratica”.

Eu, Arthur, jamais que irei dar apoio a governos assassinos, despóticos, imorais, só porque eles prendem homossexuais. Se assim for, então terei que rever minha posição sobre Stalin, afinal, ele foi o primeiro a fazer da homossexualidade um crime na Rússia, em 1933; vou ter de repensar o Fidel; a ‘cruzada moral’ de Hitler. Eu não apoio governos fascistas, comunistas, detonando nenhuma minoria. Tenho isso como uma questão de princípio, de bússola moral.

Depois não adianta falar que “não concorda com violência contra gays”... depois de dar apoio ao Estado tirânico para criminalizar o homossexualismo. Uma coisa é combater o GAYZISMO militante - a instrumentalização política gayzista – esta sim prejudicial à Família. Outra coisa é promover caça as bruxas. Na Rússia estão matando independentemente da pessoa ser ativista ou de estar fazendo qualquer propaganda. Elas estão sendo mortas, supostamente porque eram gays, porque causaram aversão, e isto inclusive é considerado como um fator atenuante na sentença. Um Cristão não pode compactuar com isto!

Obs: se o Professor quiser apagar tudo que ele apague. O blog é dele. Quanto a ser o “post mais comentado”....ótimo! Eis a boa razão de se manter um blog!

Gederson Falcometa disse...

Outras notícias da Rússia:

Igreja Ortodoxa Russa quer acabar com 'monopólio do darwinismo' nas escolas

"Liberais disseram que combaterão qualquer esforço para incluir ensinamentos religiosos nas escolas. A Igreja dominante da Rússia tem experimentado um novo florescimento nos últimos anos, o que preocupa grupos de defesa dos direitos humanos, que dizem que o poder crescente da instituição está minando as bases seculares da Constituição.

"Chegou a hora do monopólio do darwinismo e da ideia enganosa de que a ciência em geral contradiz a religião. Essas ideias devem ser relegadas ao passado", disse o arcebispo Hilarion, durante palestra em Moscou.

"A teoria de Darwin continua a ser uma teoria. Isso significa que ela deve ser ensinada às crianças como uma de várias teorias, mas as crianças devem conhecer outras teorias também". Especialistas afirmam, no entanto, que o conceito científico de "teoria" é diferente da acepção popular da palavra.
http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,igreja-ortodoxa-russa-quer-acabar-com-monopolio-do-darwinismo-nas-escolas,563962,0.htm

Igreja Ortodoxa Russa cria regras para vestir - http://www.jn.pt/PaginaInicial/Mundo/Interior.aspx?content_id=1836966&page=-1

Igreja Ortodoxa russa quer proibir clássicos da literatura mundial - http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/vasto-mundo/igreja-ortodoxa-russa-quer-proibir-romances-de-nabokov-e-garcia-marquez/

Igreja Ortodoxa Russa defende Ylena Isinbayeva - http://www.diariodarussia.com.br/esportes/noticias/2013/08/21/igreja-ortodoxa-russa-defende-ylena-isinbayeva/