terça-feira, novembro 22, 2011

Comentário de um anônimo para divertir os leitores do blog.

Publico abaixo um comentário ao post Por que a academia adota a Evolução. O valentão não se identificou, pois ficou com vergonha do tanto de besteira que falou. 

_________________________
Olá, Prof. Angueth.

Primeiramente. Há provas da teoria da evolução. E você, por não querer saber, provavelmente não sabe que A GERAÇÃO ESPONTÂNEA EXISTE. Você saberia disso se soubesse um mínimo de física quântica. Recentemente, foi provado que as leis que regem as partículas quânticas se aplicam a todas as coisas, mas é mais difícil perceber e estudar seus efeitos.

Outra coisa: Você diz que as pessoas tentaram achar uma saída por causa da filosofia da igreja católica sobre relações sexuais. Gostaria de lembrá-lo de que sem estas relações, não há reprodução. Resumindo em outros termos: Se só existissem no mundo católicos realmente fiéis, a raça humana estaria extinta.
Obrigado aos que leram, e peço que abram sua mente a todas as possibilidades.

PS:Engraçado, eu nunca vi um texto criticando as teorias muçulmanas,   hindus ou budistas. Por que será que sempre criticam a ciência? Pense nisso.

10 comentários:

Ferdinand disse...

Parece que ultimamente existem alguns que ficam catando postagens contra a teoria da evolução para deixar seus comentários cheios de "sabedoria" defendendo-a.
Eles tomam essa farsa como religião. Lembra aquela frase do Chesterton, Quando se deixa de acreditar em Deus...
Aconteceu o mesmo no Pacientes na Tribulação e os comentários lá eram mais de 30 quando deixei de acompanhar. Haja mesmo paciência.

Anônimo disse...

Ele está clamando: "Me convença, me convença! Quero deixar de ser ateu".

Anônimo disse...

Com este comentário está provado: a geração espontânea de bobagens também é factível.

Anacoreta, o Penitente disse...

Professor, eis a prova contra o evolucionismo em:

http://intribulationepatientes.files.wordpress.com/2008/02/evolucionismo3.jpg

Essa é uma das maiores provas: a vida surgiu de repente na Terra. Não houve mudança gradual como exigiria a teoria da evolução, mas houve sim o aparecimento de seres vivos complexos, alguns dos quais existem até hoje.

O leitor que ainda não virou zumbi e tem capacidade de questionar vai se perguntar: o quadro não foi feito a partir dos fósseis encontrados? E ele não demonstra claramente que a vida surgiu de repente na Terra? Por que o texto diz o contrário? Claramente estamos diante de mais uma tentativa frustrada de se defender o evolucionismo. O texto tenta argumentar que há poucos fósseis nas eras anteriores à Paleozóica, por isso pouco se sabe da vida nas mesmas. Mas, se são exatamente através dos fósseis que nós sabemos existiu vida no passado, como podemos garantir que havia vida antes do Palezóico se não encontramos os fósseis? Na realidade o que havia eram apenas fósseis de seres vivos muito simples, e não se encontrou nenhuma transição gradual para os seres complexos do Cambriano.

O gráfico representa o testemunho dos fósseis e, portanto, a verdade científica. O texto, infelizmente, representa a doutrinação evolucionista, contrária à ciência e ao bom senso. O evolucionismo zomba da incapacidade de raciocinar à qual as pessoas foram levadas desdes os primeiros anos de escola.

Anacoreta, o Penitente disse...

Continuando:

O evolucionismo afirma que o cachorro descende do lobo. Nós, que ainda não viramos zumbis manipulados pela mídia, podemos (e devemos) nos fazer uma pergunta simples: será que o cachorro pode ser considerado mais apto a sobreviver num ambiente selvagem do que o lobo? Não devemos considerar o ambiente urbano, pois a existência do homem sobre a Terra é muito recente, e a teoria da evolução exige milhões e milhões de anos para que uma espécie se transforme em outra através do acúmulo de pequenas mutações. E quando falamos em cachorro, devemos pensar em todas as raças, até mesmo nas mais indefesas, naqueles cãesinhos de estimação que não fazem mal a uma criança. Todos eles seriam descendentes dos lobos e, pela lógica evolucionista, deveriam ser mais aptos a sobreviver num ambiente selvagem, caso contrário os caracteres introduzidos pelas mutações seriam eliminados pela seleção natural e a nova espécie não se formaria. Chegando a este ponto, até o mais fanático defensor do evolucionismo percebe a contradição.

Esse é um raciocínio simples que demonstra a impossibilidade da evolução do cachorro a partir do lobo. Quantas vezes já não ouvimos um evolucionista estufar o peito para afirmar tal evolução?

Anacoreta, o Penitente disse...

Ah, adorei suas aulas sobre os santos. Parabéns!

Wendy A. Carvalho disse...

Não é legal saber que a instituição que inventou o casamento e a família seja julgada predadora da humanidade? Puxa, Angueth, me diz se esse rapaz tem blog. Eu preciso aprender muito com ele. Hahahaha!

Puxa! Mesmo tendo dito isto de brincadeirinha, ainda fiquei tonto. hahahaha!

José Luiz disse...

Só uma ressalva: o cachorro e o lobo são o mesmo bicho, salvo que um é doméstico e outro é selvagem.

Anônimo disse...

Isso é verdade: se cruzarmos lobos e cães, e possível que nasçam filhotes férteis.

Anacoreta, o Penitente disse...

Sobre os cães:

Isso foi só um exemplo dado pelo autor do blog citado (intribulationespatientes).

Que tal o homem e o macaco? São tão parecidos...os DNAs são tão semelhantes... Será que nós descendemos dos macacos por isso? Será que evoluímos intelectualmente mas nosso corpo ficou mais vulnerável e fraco do que o do macaco devido à evolução?

Isso, sim, seria um bom exemplo!
Nem por isso, a teoria da evolução deixa de ser uma ideologia liberal (lei da selva que permeou o pensamento capitalista). Dogma científico? Duvido...