sábado, fevereiro 01, 2014

Frei Cláudio, um herege contumaz.

Agora que a coisa ficou publicamente mais feia com o herege Frei Cláudio, lembro-me que há no blog alguns posts sobre esse discípulo do demônio. Por exemplo: 50 Anos de Concilio Vaticano II. Frei Cláudio: Um herege em plena atividade. e Discípulo do herege frei Cláudio desanca o blog. Blog responde.. Neste último post, vocês podem ver como pensam os discípulos do frei, estes mesmos que impediram a celebração recente na Igreja do Carmo. Publiquei ainda dois outros posts escritos por quem conhece profundamente frei Cláudio e suas missas: Leitora do blog responde com serenidade e firmeza ao discípulo de Frei Cláudio. e 50 Anos de Concilio Vaticano II: o mal que faz um herege sedutor. 
 
Para quem não sabe, a Igreja do Carmo fica numa região nobre da capital mineira e é frequentada por gente abastada e portanto não é ignorância stricto sensu que move esses hereges. Quem defende frei Cláudio é gente que sabe o que está fazendo, é gente que escolheu o lado, é gente que escolheu frei Cláudio ao invés do Precioso Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo.
 
Lembremos, de passagem, que as classes abastadas sempre tiveram uma singular tendência a aderirem às mais diversas heresias. Muitas das milhares de heresias que atacaram a Igreja ao longo dos séculos sempre tiveram uma aura de delicadeza e sofisticação. Notem que muitas das bandeira do frei herege são consideradas sofisticadas e modernas, coisa de gente inteligente e atual: o aborto, o homossexualismo (que agora já é assunto de novela), o desprezo ao matrimônio, etc. Enquanto isso a Cruz e o Sangue de Nosso Senhor sempre contou com a repulsa de muitos, é coisa de gente atrasada e ignorante: “Efetivamente, a palavra da cruz é uma loucura para os que se perdem, mas, para os que se salvam, isto é, para nós, é a virtude de Deus” (1Cor 1, 18).
 
Este tal frei já fez um mal incomensurável às almas de muitos ex-católicos; digo ex-católicos pois já estão excomungados automaticamente há muito tempo. Afastar uma alma de Deus, de Nosso Senhor, é a obra principal do demônio, assim como aproximar uma alma de Deus é obra de santos: “...saiba que aquele que reconduzir um pecador do erro do seu caminho, salvará uma alma da morte e cobrirá uma multidão de pecados” (Tg 5,20).
 
O que devemos fazer, o quanto antes, é rezar para que as almas desencaminhadas pelo herege da Igreja do Carmo possam ser reconduzidas a Deus e à Igreja para que não morram em pecado mortal e sejam condenadas ao Inferno.
 
Santo Inácio de Antioquia, rogai por todos nós!

5 comentários:

Anônimo disse...

Professor,

Aproveitando esse post, gostaria de divulgar alguns textos do site Montfort a respeito do Pe. Libânio (falecido nesta semana) que, não por acaso, tem idéias bem afins com o triste Frei Cláudio:

Teólogo da Libertação diz o que foi o Concílio Vaticano II
http://www.montfort.org.br/old/index.php?secao=veritas&subsecao=igreja&artigo=libanio_vii&lang=bra

Demolidores da Igreja
http://www.montfort.org.br/old/index.php?secao=veritas&subsecao=igreja&artigo=libanio&lang=bra

Defesa ´tolerante` do Pe. Libânio
http://www.montfort.org.br/old/index.php?secao=cartas&subsecao=polemicas&artigo=20070304154540&lang=bra

Concílio Vaticano II: criador da ´Nova igreja`
http://www.montfort.org.br/old/index.php?secao=cartas&subsecao=apologetica&artigo=20070122092537

Anônimo disse...

Professor, a aparição de Nossa Senhora do Bom Sucesso (aprovada pela Igreja) traz inquietantes revelações sobre o clero atual. Creio que vale a pena dar uma olhada: "...as previsões de Nossa Senhora do Bom Sucesso chegam a nos deixar perplexos, pois praticamente tudo o que se diz nelas já aconteceu ou está acontecendo. A sua meditação, portanto, muito nos interessa porque Maria anuncia para nós uma época em que a fé católica será restaurada, sobretudo em um mundo onde esta mesma fé já não existe mais."
http://padrepauloricardo.org/episodios/festa-da-apresentacao-do-senhor?utm_source=Lista+de+E-mails+%5BPadre+Paulo+Ricardo%5D&utm_campaign=15b5b645ef-02fev2014newsletter&utm_medium=email&utm_term=0_a39ff6e1ce-15b5b645ef-406028801

Anônimo disse...

Com o perdão da sinceridade, o que mais me espanta nesse incidente não é nem sequer a questão religiosa, digamos assim, mas o aspecto humano da coisa: triste espetáculo, o desses senhores (os "claudianos") se comportando como adolescentes revoltados, a bater na mesa do altar e a exigir, de boca cheia, "justiça". Fazem lembrar a figura deprimente do vovô tarado, estranho a toda dignidade da velhice, metido num par de tênis coloridos, à procura de novas "emoções" numa mesa de bar...

"Pelos frutos os conhecereis." (Mt 7,16)

Davi

Tatu-pe disse...

Professor

Diante da inercia do Arcebispo de BH no episodio "frei claudio" não seria a hora de apelarmos diretamente ao Vaticano, caso ainda não se tenha feito?

Unknown disse...

Triste capítulo para o catolicismo brasileiro. É o respeito humano elevado a dogma máximo dessa nova igreja pós-conciliar, onde o homem é deus! Onde esta o arcebispo de MG neste caso? Não é ele pastor de almas, sucessor dos apóstolos? Que São Miguel Arcanjo caia como o relâmpago e faça justiça, já que esperar pelos superiores desse herege não dará em nada!