segunda-feira, setembro 03, 2018

Paço de São Cristovão, 1840


A imagem pode conter: céu, atividades ao ar livre e natureza


ALÉM DA CINZA
Brasil que já não existe, 
Pois morreu em desengano,
Vive em nossa alma triste 
Impávido, soberano.
SIDNEY SILVEIRA

Essa quadrinha é a minha singela homenagem ao muito que se perdeu hoje no incêndio do Museu da Quinta da Boa Vista.
A propósito, há tempos perdi todas as esperanças no Brasil; se continuo a trabalhar no meu âmbito restrito é porque a solidão moral me impele a tanto.
Por paradoxal que pareça, essa humana desesperança faz com que eu me sinta infinitamente livre.

Faço minhas as palavras do prof. Sidney Silveira.

2 comentários:

Menelau disse...

Professor,

Que belíssimo post. Ao ler seu texto, lembrei-me desta parábola que peço sua licença para reproduzir. Acredito que ela retrata muiot bem os critérios de julgamento usados hoje em dia.

"Certa vez, a mentira e a verdade se encontraram.
A mentira disse para a verdade:
- Bom dia, dona Verdade.
E a verdade foi conferir se realmente era um bom dia. Olhou para o alto, não viu nuvens de chuva e havia pássaros cantando. Ao ver que realmente tratava-se de um bom dia, respondeu à mentira:
- Bom dia, dona mentira.
A mentira prosseguiu:
- Está muito calor hoje.
E a verdade percebendo que a mentira estava certa pela segunda vez, relaxou.
A mentira então convidou a verdade para um banho no rio. Despiu-se de suas vestes, pulou na água e disse:
- Venha Verdade, a água está uma delícia.
E assim que a verdade, sem suspeitar, tirou suas vestes e mergulhou, a mentira saiu da água, vestiu-se com as roupas da verdade e foi-se embora.
A verdade, por sua vez, recusou-se a vestir-se com as vestes da mentira. E por não ter do que se envergonhar, saiu nua a caminhar pelas ruas e vilas.
E desde então, é por isso que, aos olhos de muita gente, é mais fácil aceitar a mentira vestida de verdade, do que a verdade nua e crua."

Ricardo Lima disse...

Caro professor Angueth, acho que, neste momento, com relação ao Brasil, devemos lutar
para salvar o que pudermos, pois não será possível salvarmos tudo o de bom que o nosso país tem (infelizmente, muito já se perdeu "pelo caminho", e algo a mais ainda vai se perder).

Tristes tempos para o nosso país. :(