quinta-feira, setembro 07, 2017

Morre Cardeal Caffarra, mas suas palavras permanecerão!

Resultado de imagem para cardeal caffarra

Cardeal Carlo Cafarra, um dos signatários das Dubia, acaba de falecer. As palavras seguintes são sua mensagem para as famílias católicas de todo o mundo, nesses tempos de muita confusão. Lembrem-se que foi ele o recipiente da mensagem de Nossa Senhora, por meio da irmã Lúcia em pessoa, que dizia que a última batalha entre o demônio e Nosso Senhor seria em torno da família e do casamento.

"Direi a vocês muito francamente que não vejo nenhum outro lugar fora da família onde a fé em que devemos crer e na qual devemos viver pode ser transmitida de modo integral. Ademais, na Europa, durante o colapso do Império Romano e durante as posteriores invasões bárbaras, o que os monastérios beneditinos então fizeram pode igualmente ser feito, agora, pelas famílias de crentes, no reino atual de um barbarismo espiritual-antropológico. E graças a Deus elas (as famílias fiéis) existem e ainda resistem.

"Um pequeno poema de Chesterton me traz esta reflexão; ele o escreveu no começo do século XX: The Ballad of the White Horse. É uma grande meditação poética sobre um fato histórico. Este tem lugar no ano de 878. O Rei da Inglaterra, Alfredo, o Grande, acabara de vencer o Rei da Dinamarca, Guthrum, que tinha invadido a Inglaterra. E então houve um momento de paz e serenidade. Mas durante a noite depois da vitória, o rei Alfredo tem uma terrível visão: ele vê a Inglaterra sendo invadida por outro exército, que é descrito assim: '...ele veio com pergaminho e lápis [um exército estranho, de fato, que não tem armas, senão papel e lápis - Cardeal Caffrra], e sério como um clérigo barbeado. Por este sinal deveis reconhecê-los. Que eles arruínam e trazem as trevas. Conhecedes vós o velho bárbaro. O bárbaro está de volta.'

"As famílias católicas são a verdadeira fortaleza. E o futuro está nas mãos de Deus."


3 comentários:

Unknown disse...

Um gigante!

Isac disse...

Seria realmente falecimento de nosso amado pastor D Carlo Caffarra, sendo o segundo dos quatro, sucedendo em tão pouco tempo - coincidencia?
Bem, se faleceu de fato, já teve as respostas que necessitava: em vida, pelo silencio, ou então para os viventes remanescentes, os dois e mais apoiadores, o livro-entrevista de Dominique Wolton se encarregará de lhes esclarecerem no que corresponda às suas dubia!
D Carlo Caffara foi um exemplaríssimo pastor de almas que jamais pactuou com ideologias dos incidentes no relativismo, tantos hoje, a partir até de dentro do Vaticano, sem censuras do papa Francisco, como os Pes Arturo M Abascal, Pe James Martin etc., ao contrario, esses incidiriam no: "Era meu povo qual rebanho de ovelhas perdidas. Seus pastores as tinham perdido ao azar das montanhas; caminhavam por montanhas e colinas, esquecendo-se de seu aprisco. Jer 50,6.

Luciara de Aragão disse...

Um homem extraordinário. Um amigo de Deus e fiel defensor da família, um dos sustentáculos do arco da criação, segundo as Escrituras.