sábado, julho 06, 2013

Blog entra em recesso por falta de palavras

Julho será um mês em que postarei muito pouco no blog. Os escândalos (no sentido evangélico do termo) estão acontecendo num passo alucinante. É preciso tempo para tentarmos entender o que está acontecendo com a Igreja, com o Papado. Faltam-me por ora palavras.
 
Quatro coisas me deixaram sem fôlego.
 
1. Os elogios do Papa Francisco às palavras de Paulo VI, no encerramento do CVII; as terríveis palavras sobre a Igreja servir ao homem e não a Deus.
 
2. As anunciadas canonizações de João XXIII e de JPII; leiam o depoimento de Pe. Luigi Villa sobre JPII.
 
3. As notícias sobre a JMJ no Brasil: será escândalo após escândalo. Preparemo-nos para atos reparadores ao Coração Imaculado de Maria e ao Sacratíssimo Coração de Jesus.
 
4. Agora esta: um documento intitulado Comemoração Católico-Luterano da Reforma em 2017 (aqui, em inglês). Quem quiser ler uma notícia sobre o sacrílego documento clique aqui. Cito um parágrafo da notícia: " 'Cinco imperativos ecumênicos' para marcar a celebração do 500º aniversário da Reforma Protestante, em 2017, estão no documento conjunto da Igreja Católica e da Federação Luterana Mundial - intitulado 'Do Conflito à Comunhão' -, apresentado na segunda-feira, 17, em Genebra. Segundo o L'Osservatore Romano, é um texto longo e detalhado, escrito pela Comissão Internacional para a Unidade Luterano-Católico Romano, e é considerado um ponto de referência, a fim de superar incompreensões mútuas e reafirmar o compromisso com o testemunho cristão comum em todo o mundo."
 
Calo-me por um tempo para não falar coisas muito feias, que passam pela minha mente. Calo-me para não pecar. Só eventualmente publicarei algo por aqui neste mês de julho.
 
Que Nossa Senhora vele por nós e pela Igreja de Seu Filho!

17 comentários:

Maria Cristina Rodrigues Ornelas disse...

Professor,

Estou me sentindo exatamente como o senhor e estou com medo do que está vindo por aí. Meu consolo é que Nosso Senhor disse que as portas do inferno não prevalecerão sobre nossa Santa Mãe Igreja. Fique com Deus e volte logo!!!

Anônimo disse...

A coisa está feia. Tempo de confusão. Peço que ore por mim. Estou muito perto do sedevacantismo.

Anônimo disse...

Prof. Angueth,

As atitudes do Papa Francisco não devem causar espanto, pois, é óbvio que ele é um modernista, que como o S. Pio X já dizia, ora afirmam uma coisa e depois afirmam outra completamente diferente...

Antonio Carlos de Almeida

Anônimo disse...

Quero até me desligar das novas notícias sobre a Igreja, antes que isso constitua uma ameaça a minha fé. Só vejo que o castigo de Deus vai ser muito, mas muito grande...

Rodrigo disse...

Professor, jamais perca a fé e a esperança em Nosso Senhor Jesus Cristo, e anônimo,não se combate um erro com outro, neste seu caso um erro muito pior!

Anônimo disse...

Ainda existem possibilidades de a canonização não ocorrer, embora sejam de 0,1%: 1) pode surgir alguma informação inédita que impeça tal ato; 2) pode ocorrer alguma ação extraordinária de Deus, como uma aparição ao papa Francisco com a mensagem "Não canonize o João Paulo II!!!"; 3) pode ocorrer uma invasão militar ou um atentado terrorista ao Vaticano; 4) pela impossibilidade física do papa executar a canonização.

Rafael Horta disse...

Nossa Senhora disse que no fim Seu Imaculado Coração triunfaria. Nos apeguemos a Ela. Rezemos o Rosário todos os dias.

Pedro de Lima disse...

Estou aprendendo um pouco com o Romano Amerio:

Paulo VI, 23 de junho de 1975 (décimo segundo aniversário de sua coroação): "[O Concílio Vaticano II iniciou] realmente uma nova era na vida da Igreja do nosso tempo", "grandíssima sintonia de toda a Igreja com o seu Pastor supremo e com os próprios bispos". [Essa declaração foi feita, entre outras não poucas coisas, aproximadamente no contexto da revolta franca de numerosos bispos em reação à encíclica Humanae Vitae, a qual versava sobre as práticas anticoncepcionais, com destaque para uma congregação de bispos da Holanda (alguns dos quais pediam a deposição do Sumo Pontífice) http://www.vatican.va/holy_father/paul_vi/encyclicals/documents/hf_p-vi_enc_25071968_humanae-vitae_en.html].

Sem entender essa estranha declaração não se entende o teor da crise pós-conciliar, pelo que o Romano Amerio está colocando.

Lino Batista disse...

Caro prof. Angueth,

Como o senhor afirmou citando, salvo engano, D. Fellay a Igreja está humanamente acabada. Tudo isso porque nós católicos há muito vacilamos na fé e não perseveramos na oração se a promessa de que "as portas do inferno" não prevalecerão sobre a Igreja não fosse feita pelo próprio Cristo, sinceramente não sei o que seria de nós.
"Ó, Meu Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o céu e socorrei principalmente as que mais precisarem. Amém"

Anônimo disse...

Com todo respeito, quando o papa foi eleito, li em um blog tradicionalista que a sensação era de que o conclave havia se arrependido de eleger o papa Bento e agora resolveram voltar atrás com o papa Francisco.

Acho isso bem razoável e até previsível aquela época.

Att, Alexandre

Anônimo disse...

Um amigo Luterano, vivia me atormentando para que eu participasse de uma certa "Jornada Teológica" em sua igreja. Eu sabia que seria pura doutrinação. Para me vingar, disse para ele que NA MINHA OPINIÃO, a Alemanha era um país amaldiçoado por Deus, devido à divisão da Igreja que Lutero havia provocado. Aí, lembrei que a Alemanha tem sido a protagonista principal das maiores tregédias que o mundo vem enfrentando. Fiz uma lista:
1- Karl Marx
2- Hitler (austríaco, mas "prosperou" na Alemanha)
3- O kaiser, e a Primeira Guerra Mundial
Lembrei ao amigo luterano, que se somarmos o número de mortos provocados DIRETAMENTE, ou como consequência de sua ideologia (Marx) teremos as MAIORES DESGRAÇAS ACONTECIDAS NA HISTÓRIA DA CIVILIZAÇÃO HUMANA, EM TODOS OS TEMPOS. Puro castigo, reforcei. Ganhei um inimigo...

Ass. Cultural Nossa Senhora Auxílio dos Cristãos disse...

Prezado Professor,

Estamos com o senhor em orações pela Santa Igreja de Deus.

O que nos fortalece neste momento são apenas as promessas de Nosso Senhor e da Virgem.

No Coração da Virgem do Rosário.

Anônimo disse...

Sim, "as portas do Inferno não prevalecerão", mas isso pode significar um monte de coisas, p.ex.: um Papa escorraçado do Vaticano, no exílio, com meia dúzia de bispos e fieis. Neste caso, realmente "as portas..." não prevaleceriam, mas a perda de milhões de almas e o estrago produzido pelo Inimigo seria tremendo. Você, que me lê, garante que teria tamanha Fortaleza na Fé pra suportar uma perseguição desse tipo? ou cairia na apostasia?
Prefiro pedir: Cristo, dê coragem ao seu Vigário e não demore, que, por aqui, a coisa tá preta!

Ricardo2

Nik disse...

Professor, boa tarde.
Concordo com o senhor, estamos todos um pouco exaustos de pensar, ler e as notícias não nos dão descanso.
Todavia, permita-me lembrar em que circunstâncias eu cheguei aqui, ao seu blog, tempos passados.
Foi pesquisando pelo Gilbert, uma belíssima história de conversão e uso da razão que eu, honestamente, me aproveitei imensamente. Principalmente ela quantidade absurda de textos e artigos que o senhor traduziu aqui.
Assim, professor, eu não vim aqui saber de escândalos, das últimas do Papa ou do escândalo do Cardeal tal. Eu vim aqui, sem saber, em busca da Igreja e a encontrei. Seu blog foi uma epifania. A igreja que encontrei aqui e a qual aprendi a amar, é tão vasta e grande que não sei como o senhor pode, numa hora dessas, sem palavras para falar sobre ela! Por favor, querido professor; se o século XXI lhe desgosta, com razão, falemos então do XIII, do XV ou, quem sabe, falemos do Chesterton. Mas professor, pelo amor de Deus, não fiquem sem palavras. Compartilhe suas leituras atuais e favoritas, cite mais o C.S. Lewis, entreviste mais o Gilbert ou qualquer outra boa idéia. Mas, professor, não é hora de ficarmos sem palavras!
Que Deus lhe conserve em sua graça. Paz e bem!

Anônimo disse...

Calma, pessoal! Calma, Angueth! Quem conhece a história da nossa Igreja de Pedro, sabe que o seu valor está na inspiração, na força e na fé de seus FIÉIS, SANTAS, E SANTOS! O resto é consequência!
Robson di Cola

Anônimo disse...

Salmo 30



1. Ao mestre de canto. Salmo de Davi.
2. Junto de vós, Senhor, me refugio. Não seja eu confundido para sempre; por vossa justiça, livrai-me!
3. Inclinai para mim vossos ouvidos, apressai-vos em me libertar. Sede para mim uma rocha de refúgio, uma fortaleza bem armada para me salvar.
4. Pois só vós sois minha rocha e fortaleza: haveis de me guiar e dirigir, por amor de vosso nome.
5. Vós me livrareis das ciladas que me armaram, porque sois minha defesa.
6. Em vossas mãos entrego meu espírito; livrai-me, ó Senhor, Deus fiel.
7. Detestais os que adoram ídolos vãos. Eu, porém, confio no Senhor.
8. Exultarei e me alegrarei pela vossa compaixão, porque olhastes para minha miséria e ajudastes minha alma angustiada.
9. Não me entregastes às mãos do inimigo, mas alargastes o caminho sob meus pés.
10. Tende piedade de mim, Senhor, porque vivo atribulado, de tristeza definham meus olhos, minha alma e minhas entranhas.
11. Realmente, minha vida se consome em amargura, e meus anos em gemidos. Minhas forças se esgotaram na aflição, mirraram-se os meus ossos.
12. Tornei-me objeto de opróbrio para todos os inimigos, ludíbrio dos vizinhos e pavor dos conhecidos. Fogem de mim os que me vêem na rua.
13. Fui esquecido dos corações como um morto, fiquei rejeitado como um vaso partido.
14. Sim, eu ouvi o vozerio da multidão; em toda parte, oh terror! Conspirando contra mim, tramam como me tirar a vida.
15. Mas eu, Senhor, em vós confio. Digo: Sois vós o meu Deus.
16. Meu destino está nas vossas mãos. Livrai-me do poder de meus inimigos e perseguidores.
17. Mostrai semblante sereno ao vosso servo, salvai-me pela vossa misericórdia.
18. Senhor, não fique eu envergonhado, porque vos invoquei: Confundidos sejam os ímpios e, mudos, lançados na região dos mortos.
19. Fazei calar os lábios mentirosos que falam contra o justo com insolência, desprezo e arrogância.
20. Quão grande é, Senhor, vossa bondade, que reservastes para os que vos temem e com que tratais aos que se refugiam em vós, aos olhos de todos.
21. Sob a proteção de vossa face os defendeis contra as conspirações dos homens. Vós os ocultais em vossa tenda contra as línguas maldizentes.
22. Bendito seja o Senhor, que usou de maravilhosa bondade, abrigando-me em cidade fortificada.
23. Eu, porém, tinha dito no meu temor: Fui rejeitado de vossa presença. Mas ouvistes antes o brado de minhas súplicas, quando clamava a vós.
24. Amai o Senhor todos os seus servos! Ele protege os que lhe são fiéis. Sabe, porém, retribuir, castigando com rigor aos que procedem com soberba.
25. Animai-vos e sede fortes de coração todos vós, que esperais no Senhor.

Luiz

Jose Bento disse...

caríssimos: a respeito de João Paulo II, recomento a leitura do livro "O poder e a Glória", de David Yallop. Ele também escreveu "Em Nome de Deus" (sobre João Paulo I). Vale a pena.