segunda-feira, setembro 13, 2010

Cruzada de Terços pela salvação do Brasil

 

De hoje, 13 de setembro, até o dia das eleições, rezemos o Terço diário com esta intenção adicional: “Nossa Senhora da Aparecida, livrai o Brasil do flagelo do comunismo!”

Leia mais aqui.

17 comentários:

Anônimo disse...

Professor, eu juro que é coincidência, mas tive essa mesma idéia! Hoje pela manhã (13-09-2010) redigi a mensagem abaixo e a enviei a vários amigos. Agora entro no vosso site para deixar esta mensagem e grande foi a minha alegria de ver que você também está fazendo este chamado importantíssimo. JB.

Segue minha convocação:

Eleições 2010 – A call to arms

O desenrolar da campanha pelas eleições presidenciais de 2010 mostra, infelizmente, que os comunistas (PT) entranhados como um câncer no poder há 8 anos e dispondo de recursos ilimitados para gastar, fatalmente irão se perpetuar no poder. A oposição tíbia, efeminada e com poucos recursos enfrenta uma luta desigual frente a monstruoso Leviatã, fazendo que, mais uma vez, as eleições sejam apenas mais uma farsa entre esquerdistas a legitimar o poder petista-comunista.
Não se iludam: a organização terrorista Foro de São Paulo - fundada em 1990 por Lula, as FARC e Fidel Castro - já domina 13 países latino-americanos. Passadas as eleições, o PT virá com tudo para derrubar os últimos pilares da democracia e soterrar os valores cristãos sobre os quais foi construída nossa pátria. O Brasil mergulhará por muitas décadas nas trevas do comunismo, provavelmente de modelo chinês, onde reinará a nova burguesia milionária-sanguinária do PT.

- o direito de propriedade desaparecerá na prática sob pretextos “ecológicos” e “sociais”;
- todas as drogas pesadas serão liberadas e tidas como um “direito”.
- a imprensa será obrigada a aderir ao Partido ou será censurada/fechada e só saberemos dos fatos a “verdade” do PT;
- o aborto será liberado como um “direito humano” durante os 9 meses de gestação. Será uma carnificina.
- O “casamento” gay será legalizado;
- A eutanásia será liberada e incentivada visando aliviar a Previdência;
- A doutrinação comunista será intensificada nas escolas primárias e os concursos públicos serão peneiras ideológicas para contratar militantes;
- A doutrinação homossexual será imposta nas escolas paras todas as crianças desde a mais tenra idade. A pedofilia será incentivada e liberada.
- Todos os que se opuserem a esses novos “direitos” irão para a cadeia.

É HUMANAMENTE IMPOSSÍVEL VENCER O COMUNISMO COM ELEIÇÕES! A História prova este fato!

Mas com a força do Santo Rosário nos é possível. Pois não foi este o motivo pelo qual Nossa Senhora de Fátima, em 1917, alertando sobre a ascensão do comunismo na Rússia, e antevendo as nossas atuais circunstâncias, veio pedir a reza diária do Terço? E, falando de Si na terceira pessoa, Nossa Senhora declarou: «Só Nossa Senhora do Rosário lhes poderá valer!»

A história prova a força do Rosário

A História registra ter sido graças a uma Cruzada do Rosário, organizada por 10% da população da Áustria, que se deu o recuo miraculoso - e de outro modo inexplicável - de um poderoso exército soviético invasor, depois do fim da Segunda Guerra Mundial.

Faltam 20 dias para as eleições

Assim, pois, comecemos de imediato a organizar uma Cruzada do Rosário entre os amigos e conhecidos, e também na nossa Paróquia: uma Cruzada do Rosário pedindo a intercessão de Nossa Senhora para que implore à Misericórdia Divina que livre o nosso Brasil do comunismo petista.
Se 10% dos Católicos rezarem o Terço todos os dias por esta mesma intenção, esta batalha ao fim será vencida! (Olhem o “SE” aí).

Anônimo disse...

Prezado Prof. Angueth. Sou de SP, e leitor frequente do seu blog. Vamos divulgar essa Cruzada. Que Deus e Nossa Senhora abençoe iniciativas como essa. Ao JB quero dizer que gostei muito do texto dele, e peço licença para enviá-lo por e-mail a minha lista de amigos. Fiquem todos com Deus!
Marcos Tosini

Flavio disse...

Vou me juntar á Cruzada e avisar por email os meus contatos.

Fiquem com Deus.

Flavio.

Anônimo disse...

Capitalismo versus Comunismo

Prezados,

O capitalismo e o comunismo, em suas versões típicas, são ambos materialistas e ateus, por definição.

O capitalismo talvez tenha a vantagem de exigir liberdade econômica, ainda que não haja liberdade política. Ele conviveu, por exemplo, com o nazismo, e está convivendo com o comunismo chinês como "capitalismo de Estado".

Ambos tentam infiltrar-se por todos os meios possiveis. Que Deus nos livre de ambos!

Na opinião de Karl Popper (veja-se o seu livro A Sociedade Aberta e Seus Inimigos) o que está em jogo é a luta entre a liberdade e a servidão.

O catolicismo tem uma visão própria, mas não tem um partido articulado que possa representar essa visão.

O perigo do PT está no fato de estar bem organizado e ter uma estratégia bem definida para aparelhar o Estado. Isso dificulta que, num governo subsequente, suas políticas sejam revisadas.

Oremos para que surja no Brasil um partido que esteja mais próximo da da proposta de Cristo para a sociedade. Mas isso só seria possível convertidos.

Anônimo disse...

Parabéns,Angueth, pela iniciativa. Embora eu não seja digno nem de rezar o pai nosso, fico emocionado quando vejo uma manifestação de fé tão verdadeira, quanto justa - como a que percebo na oração dos terços. Que Deus te ilumine e lhe dê muitos anos de vida !

Um forte abraço

Antonio Emilio Angueth de Araujo disse...

Caro anônimo,
Salve Maria!

Mas ninguém é digno de rezar o Pai Nosso! Pois, Deus é Pai nosso apenas pelos méritos de Seu Filho, não por nossos próprios méritos. Contudo, santo paradoxo!, somos admoestados a rezar permanentemente por aquele mesmo Filho.

Assim, não deixe de rezar, tanto o Pai Nosso quanto o Terço. É nossa obrigação santa e paradoxal, que escapa à nossa razão, mas que é compreendida por nossa Fé.

Em JMJ.

Anônimo disse...

O comunismo como heresia

No Manifesto Comunista, de Karl Marx e Friedrich Hengels, há fortes sinais de que o comunismo é uma religião que se opõe ao catolicismo. Consta que o primeiro documento filosófico profundo de tal religião chamava-se Profissão de Fé Comunista.

No livro Lógica Formal e Lógica Dialética, de Henry Lefebvre, o comunismo, junto com o individualismo de Montaigne, é apresentado como uma visão de mundo alternativa ao catolicismo. Isto é, uma religião alternativa ao catolicismo. O individualismo de Montaigne seria a outra visão compatível com o capitalismo na sua forma individualista plena.

Sob certo aspecto o comunismo é uma heresia do cristianismo. Uma heresia que inverteu a lógica de Platão e de Hegel. Isso implica que rezar é sempre bom, pois alimenta os espiritos contra a aceitação da derrota do catolicismo. Mas, tão importante quanto rezar, é lutar.

Para lutar é preciso dominar a lógica e a arte da disputa verbal. É preciso dominar todo o processo que gera conhecimento reflexivo e produtivo. È preciso conhecer a arte da estratégia guerreira, Sun Tzu e Maquiavel incluídos. Sobretudo, é preciso cultivar a coragem de lutar pela fé.

Rezemos, pois. Mas não nos esqueçamos de que há uma guerra em ação. Esta, muito provavelmente, é de natureza espiritual. Mas pode ser que ela chegue a exigir a coragem da luta física como a última demonstração de fé.

As FARC, por exemplo, só começaram a perder força.

Antonio Emilio Angueth de Araujo disse...

Caro anônimo,
Salve Maria!

Só para precisar mais os termos, não existe heresia do cristianismo, pois tal coisa não existe. Quero aqui concordar com Hilaire Belloc quando ele diz (em As Grandes Heresias): o que existe é a Igreja Católica e seus inimigos. Nunca existiu e nunca existirá tal coisa chamada cristianismo.

Assim, o comunismo é sim uma heresia, mas uma heresia do catolicismo, um inimigo da Igreja.

Em JMJ.

Anônimo disse...

"As FARC, por exemplo, só começaram a perder força."

Leia-se: As FARC, por exemplo, só começaram a perder força quando confrontada por uma força superior.

Concordo com o Prof. Angueth
Em JMJ

Anônimo disse...

Jesus Cristo e a política

Por outro lado, parece que Jesus Cristo não estava interessado no governo deste mundo.

Ele pressupunha que os seus seguidores se blindassem com a prática do Evangelho onde estivessem. Em certo momento eles decidiram compartilhar seus bens numa vida comunitária perfeita.

Não há o risco de politização do catolicismo e, com isso, seu sincretismo com os poderes deste mundo?

Em JMJ

Antonio Emilio Angueth de Araujo disse...

Caro anônimo,

Jesus está sempre preocupado com este mundo; com sua economia e com sua política. Pois que se não estivesse, Ele não estaria preocupado com nossa salvação.

"Ide (ao mundo) e ensinai" é uma ordem muito clara. Não há prática do Evangelho longe do mundo; mesmo o mais recôndito eremita está muitissimo preocupado com este mundo.

Politização do catolicismo só existe na cabeça dos modernistas, que aceitam a política como metafísica e teologia, que parecem não conhecer nenhuma outra relação social a não ser por meio da política mais mesquinha.

Por isso, a Igreja sempre falou de Reinado Social de Nosso Senhor Jesus Cristo, pois Ele tem de reinar em nossos corações, mas também na sociedade.

Em JMJ.

Anônimo disse...

"Por isso, a Igreja sempre falou de Reinado Social de Nosso Senhor Jesus Cristo, pois Ele tem de reinar em nossos corações, mas também na sociedade."

Prof. Angueth,

Estou apenas refletindo. Se eu errar queira perdoar-me.

O Reinaldo Social de Cristo só pode dar-se entre os seus seguidores. À medida que eles, como cidadãos, ocuparem lugares na política secular, terão sempre a obrigação de agir de acordo como o Evangelho.

Porém, creio que aqueles que não estão sob a jurisdição do Evangelho sempre argumentarão que não podem, nem querem, submeter-se às mesmas regras dos católicos.

Assim, creio que os católicos, se quiserem conviver com o mundo, devem fazê-lo a partir daquelas verdades que os pagãos podem aceitar como tais a partir do uso de sua razão natural.

Por exemplo: é possível compartilhar a ideia de virtudes cardeais, além do conceio de saúde (saúde vem de salvação, conservação da vida).

Porém, naqueles aspectos que o pagão julga serem os melhores frutos de sua razão materialista, creio que eles devem ser vencidos pelo voto. Esse seria o papel de uma sociedade democrática. Mas, há sempre o risco do aparelhamento do Estado e do efeito negativo da propaganda enganosa no espírito dos católicos menos críticos.

Assim, creio que os católicos devem lutar por uma educação de alto nível. Nisso, o modelo de Santo Tomás parece bastante apropriado, pois pressupõe que o católico use a razão no seu grau mais elevado, desde que preservando as decisões oficiais da Igreja.

Em JMJ

Antonio Emilio Angueth de Araujo disse...

Caro anônimo,

Você está totalmente errado! Sua posição é a protestante e sua defesa da democracia contra o Reinaldo Social de Nosso Senhor é pura heresia. Note bem: não estou dizendo que você seja protestante e herege.

Leão XIII já ensinava na Quas Primas (uma encíclica que tem de se lida): "O império de Cristo se estende não só sobre os povos católicos e sobre aqueles que, tendo recebido o batismo, pertencem por direito à Igreja, ainda que o erro os tenha extraviado ou o cisma os separe da caridade, mas também compreende a todos quantos não participam da fé cristã, de sorte que sob a potestade de Jesus se encontra todo o gênero humano".

Um bom artigo para se ler é
este.

Em JMJ.

Flavio disse...

Seria possivel o prof. e os comentadores qualificados do blog assistirem e comentarem sobre esta entrevista de D.Mauro Morelli no Jô Soares?

http://programadojo.globo.com/programa/2010/09/15/dom-mauro-morelli-lembra-da-capela-de-jo-soares/

abraço e fiquem com Deus.

Flavio.

Anônimo disse...

"Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui. João 18,36"

Prezado Prof. Angueth,

Eu nasci e vivi entre católicos não praticantes e católicos praticantes sem conhecimento doutrinário. Ultimamente estou procurando minha identidade profunda.

O seu Blog tem sido uma fonte de consulta permanente. Contudo, pelo texto indicado, posso garantir que ainda não sou um católico apostólico romano genuíno. Se o texto representa um católico romano 100%, creio que eu esteja próximo dos 60%.

Minha prioridade agora é conhecer a doutrina católica ortodoxa, mas sinto-me obrigado a fazer uma incursão na heresia protestante tida por eles como ortodoxa. Sem isso não poderei afirmar meu autoconhecimento.

Sinto que minha alma é democrática, mas de uma democracia em que o povo é instruído a usar sua razão. Não me sinto constrangido no convívio com ateus ou protestantes, desde que eles respeitem o denominador comum á civilização.

Contudo, se Cristo quiser que eu seja um católico romano ortodoxo, creio que Ele fixará em mim essa consciência. Ele não pode esperar que eu pesquise todas as possibilidades para escolher uma, pois isso exigira muitas vidas dedicadas à pesquisa.

Agradeço-lhe pela franqueza. Ela certamente me estimulou a consolidar minha busca até que minha consciência se alinhe 100% com a doutrina que Cristo reservou para mim. Pode ser que Ele me tenha feito mais inclinado a uma doutrina mais compatível com a democracia.

Em JMJ

Antonio Emilio Angueth de Araujo disse...

Caro anônimo,

Obrigado por suas palavras a respeito do blog.

Seus questionamentos são procedentes, mas você está errado em algumas coisas. Como as questões que você levanta podem interessar a mais pessoas, vou comentá-las em um post em separado.

Vou comentar principalmente duas coisas: sua incursão pela heresia protestante e sua idéia sobre Cristo poder fazê-lo católico se Ele quiser.

Em JMJ.

Guilherme disse...

Caro professor,

Salve Maria!

Permita-me uma pequena correção:

A Quas Primas não foi escrita por Leão XIII, mas por Pio XI.

Grande abraço!

Em Cristo e Maria.