sexta-feira, abril 21, 2017

Falsificações da Ciência

Um leitor, Thiago, deixou um comentário sobre a postagem "Ainda a Libido Dominandi: mecânica e eletricidade 

Ele diz: "Não entendi a relevância dessa citação. Se a eletricidade foi usada como propaganda do materialismo no século XIX, não é mais hoje. Qual o ponto aqui? "

Acho a dúvida relevante. Para saná-la é preciso entender que a informação de que a ciência está sendo instrumentalizada pelos ateus é muito importante. Significa que a ciência está sendo usada para um propósito que não é dela. A verdadeira ciência não emite opiniões sobre a existência ou não de Deus, sobre a existência ou não de fenômenos sobrenaturais. Sobretudo, a ciência não tem nada a dizer sobre a moral. Isso tudo está fora do escopo da ciência; todo grande cientista sempre soube disso. São os ideólogos e ateus militantes que estão sequestrando a ciência (aqui e aqui).

O segundo ponto a considerar é que a ciência da eletricidade (e do magnetismo) tem sido usada até hoje para enganar. Quem nunca viu falar a respeito de água magnetizada, travesseiro e colchão magnético, etc. Quem já não viu alguém afirmar que é bom andar descalço para descarregar as energias do corpo. Quem já não se deparou com alguém falando de energia vital, aura, energia de vida, etc, num contexto completamente materialista. A ideia de que o ser humano é só uma concentração de energias diferentes e que através da manipulação destas é possível curar, aumentar a duração da vida, trazer felicidade, etc, é uma consequência de todo esse movimento iniciado há 200-300 anos. 

Entender isso é importante para enfrentarmos os falsificadores contemporâneos que falam da teoria da evolução como algo científico, do aquecimento global como fato comprovado, além, é claro, de todo o estabelecimento de uma ditadura médica que nos pretende determinar o que e como comer.

"O ponto aqui", Thiago, é este!

3 comentários:

Isac disse...

Ele não soube diferenciar o que é do que se parece; ciencia em si nada tem a ver com fé pois "nada há de novo sob o pôr do sol". Ecle 1,3, a não ser o Evangelho-Jesus Cristo para além do materialismo niilista, por si mesmo conduzente ao caos!

audrey disse...

Oi amigo.

Antônio Emílio Angueth de Araújo disse...

Ei, Audrinha, é você? Não sabia que lias o blog! Que honra!
Grande abraço.