segunda-feira, julho 07, 2014

Teoria e prática da conspiração

Dia desses, respondi a um leitor a respeito da alegada teoria da conspiração. Tal alegação é frequentemente levantada, pejorativamente, por quatro tipos básicos de pessoas: os ignorantes; os idiotas; aqueles enganados pelos conspiradores (e que eventualmente compactuaram com eles) e que se envergonham disso; e os conspiradores. Como dizia Mark Twain, “é mais fácil enganar as pessoas do que convencê-las de que foram enganadas”.
 
Há uma gama enorme de conspirações no mundo, em variados graus, direcionadas a diferentes grupos de pessoas, países e continentes. Os conspiradores também variam em objetivos. A mais elevada das conspirações é aquela que pretende dominar a mente das pessoas, para controlar os valores morais com que elas avaliam e manejam a vida. Isso está acima dos famigerados interesses financeiros, pois o verdadeiro poder é o de fazer com que as pessoas façam o que você quer!
 
Bem, listo abaixo alguns poucos livros para consulta dos que desejam ter uma vaga ideia das conspirações no mundo. Cada um deles, abrirá uma lista de muitos outros livros, e quem estiver interessado em trilhar este caminho, prepare-se para ler centenas de livros.
 
Aí estão alguns livros que valem a pena.
 
 
 
Hope of the Wicked, Ted Flynn
 
Freud: Um estudo crítico, Rudolph Allers
 
 
Brotherhood of Darkness, Stanley Monteith
 
American Betrayal, Diana West
 
 
Eua e a Nova Ordem Mundial, Olavo de Carvalho e A. Dugin
 

4 comentários:

Paulo disse...

Isso aí que o sr prof. abordou é o assunto mais importante para os donos do poder no presente, atualíssimo - dominar as mentes gradativamente via mídia e anexos - e eu compararia a isso: ele vai lhe dar um veneno mental que intoxicará sua mente de tal forma que em breve quererá "espontaneamente" ser seu dependente...
Poderia se parecer algo com o dopping "Boa noite, Cinderela" das boites...
Mas, voltando ao assunto, eles querem de tal modo entrarem nas mentes das pessoas via falsos ensinamentos ideológicos, dominá-las de tal modo que as torne prisioneiras e subservientes, como o cão que segue seu dono pro que der e vier.
E atacam a base para obterem vitória:
Destruir os ensinamentos do tronco judaico-cristão da Igreja católica - o primordial, essencial, o sine qua non - e conseguindo esse objetivo, o resto, sem exceção "tá dominado", provando também ostensivamente ser obra de Satã e, na Terra de Santa Cruz patrocinado pelo PT, assim como nos EUA pelos "Democratas" do marxi-muçulmano Obama!
Concorda, prof. Angueth?

Anônimo disse...

Os teóricos da conspiração só conseguem enxergar o mundo e o transcorrer histórico como um tabuleiro de xadrez, onde se movimentam forças com diferentes capacidades de ação. Todas querendo “comer o rei”, ou seja, dominar o planeta. Mas o mundo real não é assim. Essas forças aparentemente unitárias, na verdade são matilhas de lobos, que assim que encontram uma loba no cio, passam a combater entre si, e se matarem. Exemplos? O movimento islâmico, e seu projeto de instituir o Califado Mundial. Mas o que vemos acontecendo já há séculos? Lutas sangrentas entre diferentes facções. Mas o Islã não quer invadir a Europa desde dentro, através da imigração? Sim, mas por que os europeus contratam os imigrantes ilegais muçulmanos que chegam aos milhares no continente? Resposta: mão de obra barata... Grana!
Nova Ordem Mundial? E os movimentos nacionalistas, quase tribalistas, acontecendo na Europa? E o separatismo? Vá até Barcelona, e fale em Espanha para eles. E as inúmeras máfias e organizações criminosas, efetivamente controlando os acontecimentos de muitas regiões do planeta? Na verdade, hoje vivemos a Velha Desordem Mundial...Robson di Cola

Antônio Emílio Angueth de Araújo disse...

Caro Robson,

A "força da grana" como explicação para tudo, e principalmente usada contra os "teóricos da conspiração" é uma ferramenta marxista bem chinfrim. A explicação da história como lutar econômica entre classes é criação do demoníaco Marx e seus seguidores.

Ad Iesum per Mariam.

Anônimo disse...

Boa noite professor,

Por motivos outros, fique um bom tempo sem acessar seu mirífico blog.
Estou novamente numa fase de boas leituras e gostaria de uma indicação do ilustre de livr(o)s sobre, sobre os santos da Santa Madre Igreja, com suas histórias e datas comemorativas. Senão tiver de todos os santos, o que seria compreensível, ao menos os "principais".
Fico antecipadamente grato!

Eduardo