sexta-feira, março 25, 2011

Hereges à venda

O blog está fechando, com este lançamento, um ciclo. Não, o lançamento não é do blog, é da Editora Ecclesiae. Mas o blog começou com um texto, que é o último parágrafo da Introdução a Hereges. Isto foi em 12 de agosto de 2005. Com este pequeno trecho começou também meu interesse mais profundo por Chesterton, o que, em última análise, me levou a traduzir o grande escritor inglês. O trecho continua sendo para mim um dos que mais me impactaram em tudo que já li de Chesterton. “Então, gradualmente, hoje, amanhã, ou depois de amanhã, forma-se a convicção de que o monge estava certo, afinal, e que tudo depende de qual é a filosofia da Luz. Mas o que podíamos discutir sob a lâmpada a gás temos, agora, de discutir no escuro.” O monge estava certo; ele sempre esteve. É o espírito da Idade Média julgando os tempos modernos.

Hereges teve para mim mais impacto que Ortodoxia. O combate travado em Hereges é o nosso combate, o combate atual, o combate eterno que um católico terá de enfrentar. Hereges é a luta de um cruzado moderno contra as profanações da Terra Santa.

Estou feliz por fechar um ciclo de quase 6 anos do blog com tal lançamento. Agradeço à Editora Ecclesiae por ter se aventurado a publicar Chesterton no Brasil. Não deixem de comprar o livro. Ele é excepcional!

4 comentários:

Wendy disse...

Deus te abençoe, Angueth, pelo esforço e garra com que lutou pra o lançamento deste livro. E Deus abençoe esta editora, por não ter sido omissa em relação a Chesterton.

Bruce disse...

Prof. Angueth,

Parabéns pelo lançamento! Sem dúvida é o lançamento do ano. Não faz muito tempo que conheci Chesterton, mas nesse pouco tempo já me tornei um grande admirador de sua obra, e já posso dizer que é um dos meus escritos favoritos. Aproveito também para agradecer a você e a editora Ecclesiae por nos disponibilizar esse tesouro!

Salve Maria!

Bill disse...

Com certeza vou garantir meu exemplar e aproveitar pra comprar também O Homem Eterno.

Allan Lopes dos Santos disse...

Tenho a alegria de possuir os seus dois livros, professor!

DEUS te abençõe!

LAVS DEO