quinta-feira, julho 01, 2010

Como escolher a religião verdadeira?

 

______________________________________

Professor,

Acabei de folhear um livro, não anotei o seu nome, sobre História das Religiões. O autor argumenta que o Planeta teve até, o momento, mais de 4.000 (quatro mil) religiões. Há quem diga que foram 10.000 (dez mil).

Como alguém poderia usar a razão para escolher uma delas como A VERDADEIRA?

Se for pela antiquidadede o hinduísmo, com cerca de 4.000 (quatro mil) anos de existência, é a mais cotada de todas.

Como funciona o processo racional de seleção de uma entre milhares, ou até mesmo uma entre as cinco ou seis religiões predomintes atualmente?

______________________________________

Caro anônimo,

Ainda bem que você não anotou o nome do livro do contador de religiões. Não valeria mesmo o trabalho.

Você pergunta sobre o processo racional de seleção da religião VERDADEIRA. Isso mostra que você valoriza muito a razão. Por isso, vou lhe recomendar que leia primeiro o post Leitor pergunta e blog responde.

A religião verdadeira é aquela que foi revelada por Deus. A religião verdadeira é aquela cuja Igreja foi fundada por um ser humano, completamente homem e completamente Deus, cujo nascimento, vida e morte foram previstos com antecedência de séculos. Esse homem-Deus se revelou como tal a todos que Dele se aproximasse, fez copiosos milagres para demonstrar Seus divinos poderes, morreu na cruz e ressuscitou. Ressuscitado permaneceu na Terra por uns 50 dias dando as últimas instruções aos seus discípulos, a quem prometeu enviar, do Céu, seu Espírito. Este Espírito Santo insuflou os discípulos de dons sobrenaturais e tais homens continuaram pregando e fazendo milagres em nome do Cristo, seu mestre.

Ele também prometeu insuflar com o mesmo Espírito aquele que fizesse parte do seu Corpo Místico, que é a Igreja Católica, e Ele cumpre cotidianamente sua promessa, santificando a vida de milhares de fiéis, membros de Sua Igreja.

Destas 4000 religiões, qual foi a criada pelo próprio Deus? Qual a que teve sua Igreja fundada pelo Filho de Deus? Qual a que tem tido, entre seus seguidores, homens santos durante todo o período de dois mil anos, sem interrupção?

Como usar a razão para escolher a religião verdadeira?, é a sua pergunta. Vou lhe sugerir um critério de exclusão: exclua toda religião cuja doutrina for completamente racional, cujo dogma principal for o de que a razão humana é capaz de entender tudo. Você verá que fazendo isso, só lhe sobrará o catolicismo e seus mistérios, que são muito mais satisfatórios que qualquer explicação puramente racional.

23 comentários:

Pe Vagner disse...

Carissimo anônimo,
Quero também ajudar-te.
Tenho um livro sobre este tema que é um verdadeiro tesouro. Se chama:" A Religião Demonstrada" do Pe A. Hillaire (não confundir com o grande historiador católico Hillaire Belloc).
Nesta maravilhosa obra ele demonstra qual é a religião verdadeira.
Breve resume da obra: O autor demonstra algumas verdades:

1-Verdade: Demonstração da Existencia de Deus.
Aqui o autor utiliza as famosas vias de Santo Tomas (e outras também importantes) para provar a existência de Deus. Ele faz também a refutação do ateísmo, fala de Deus criador e providente.

2-Verdade: Temos uma alma.
Aqui o autor prova a existência da alma, sua natureza, diferença entre o homem e o bruto, propiedades da alma (sua espiritualidade), liberdade da alma, IMORTALIDADE da alma, consequencias desta verdade (céu e inferno).

3-Verdade: O homem necessita de uma religião. Só uma religião é boa.
O que é RELIGIÃO? analiza Religião natural, religião sobrenatural. Necessidade da religião (culto interno, externo e público). Prova que só uma religião é boa.(assim como não pode haver 2 deuses, tampouco pode haver 2 religiões verdadeiras).
De maneira magistral o autor prova que a verdadeira religião é REVELADA. Sinaliza os SINAIS da revelação divina: Milagres e Profecias, são os sinais que provam a veracidade de uma religião revelada. Fala sobre os mistérios da religião.

4-Verdade: A Religião Cristã é a única religião divina.
Em Cristo se cumpre as profecias. Estuda os milagres de Cristo (especialmente o milagre de sua ressureição). Descreve o milagroso estabelecimento da religião cristã. Expansão do Cristianismo (pelo amor e pregação, não pelas armas como o Islã), conversão do mundo, impotencia dos meios (os apostólos eram pessoas rudes e pregavam uma religião contrária aos desejos da carne, um Deus que morreu crucificado, etc). Menciona os mártires ( a constancia dos mártires é um milagre de ordem moral, como a profecia é um milagre de ordem intelectual e a ressurreição de um morto é um milagre de ordem fisíca). Continua descrevendo os frutos admiráveis produzidos pela religião cristã (Iluminou aos homens, melhorou aos homens e os fez mas felizes). Trata sobre a excelencia da doutrina cristã (santidade da moral cristã, sublimidade dos dogmas cristãos, perfeição do culto cristão... e conclui que a doutrina cristã não pode vir a não ser de Deus). Apendice: A Divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo.

5- Verdade: A Igreja Católica é a única depositária da religião cristã.
Jesus fundou uma Igreja,analiza a natureza da Igreja de Cristo. Jesus fundou a Igreja para conservar sua religião. Constituiu a Igreja de forma Ierárquica: Papa (primado de Pedro). Estuda os poderes que Jesus deu à sua Igreja: Poder de ensinar, santificar e governar. Os apostólos transmitiram este poder a seus sucessores ( trata o tema da sucessão apostólica). Menciona o tema da Infalibilidade da Igreja, independencia da Igreja e perpetuidade da greja.
A IGREJA CATÓLICA É A VERDADEIRA IGREJA DE CRISTO. Jesus Cristo não fundou várias igrejas. O autor estuda as "Notas da verdadeira Igreja de Cristo": A Igreja de Cristo é: UNA, SANTA, CATÓLICA e APOSTOLICA. As notas da verdadeira Igreja se encontram somente na Igreja Católica. ( aqui ele fala sobre a origem do protestantismo). Necessidade de pertencer à Igreja Católica. Significado da máxima: "Fora da Igreja não há salvação". Estuda a Organização da Igreja Católica(Papa e infalibilidade, bispos e presbíteros)
Trata magistralmente dos benefícios que a Igreja dispensa ao mundo: Civilização,progresso moral,obras de misericordias praticadas pela Igreja (podemos aduzir nos dias de hoje: Defesa da Vida e da Familia)
Nossos deveres para com a Igreja.
Conclusão final: CREDO SANCTAM ECCLESIAM CATHOLICAM.

Coloco-me à sua diposição para esclarecer cada um dos pontos mencionados (pode enviar-me e-mail: vagnerdesouza@ive.org ).
Como é maravilhoso ser CATÓLICO!!!
Grande abraço, com minha benção+
Pe Vagner

Guilherme disse...

Revdo. Pe. Vagner. Peço sua bênção!

Há tradução para o português desse livro do Pe. Hillaire? O exemplar que o sr. tem está em português? Em caso positivo, seria possível conseguir uma cópia do mesmo com o sr? Os custos, é claro, ficariam por minha conta.

Obrigado.

Em Cristo e Maria.

Pe Vagner disse...

Olá, Guilherme.
O exemplar que tenho é uma xerox de uma tradução para o espanhol. O original foi escrito em francês. Se você desejar posso enviar-te uma cópia. Pode ter certeza que é um livro que vale a pena ler. Tem muitos outros temas que eu não coloquei na apresentação que eu fiz dele. Um ótimo livro apologético.
Fico à sua disposição, Grande abraço e com minha benção+
Pe Vagner

Anônimo disse...

Pe Vagner e Prof. Angueth

Os senhores já leram o Bhagavad Gita (escritura hindu semelhante ao Evangelho da Bíblia) e Autobiografia de um Iogue, este último descrevendo a experiência de Paramahansa Yogananda com o divino?

Anônimo disse...

Grande Instituto do Verbo Encarnado!!!

Antonio Emilio Angueth de Araujo disse...

Caro anônimo,

Não há nada semelhante ao Evangelho, nem nas escrituras hindus, nem em lugar algum.

Filosoficamente, o hinduísmo é filho de Heráclito (Panta rei - tudo flui). É uma intuição primitiva do que poderia ser a realidade. Leia, se você quiser se informar melhor, o livro Introdução Geral à Filosofia - Elementos de Filosofia vol. 1, de Jacques Maritain (acho que está ainda em edição).

Leia também, Budismo e Cristianismo, de Chesterton, para você compreender a relação das duas religiões.

Antônio Emílio Angueth de Araújo.

Pe Vagner disse...

Olá anônimo,
Não conheço as obras que o senhor citou. Sem dúvidas devem ser muito ricas e sábias, como vários escritos orientais. De todas as formas compartilho a visão do professor Angueth de que nenhum escrito tem o mesmo valor dos santos evangelhos.
Um grande abraço e que Deus te abençoe+
Pe Vagner

Anônimo disse...

Anônimo que perguntou sobre a leitura do Bhagavad Gita e Autobiografia de um Iogue

1) O Bhagavad Gita foi elogiado pelo Papa João Paulo II como sendo maravilhoso,embora tenha ressaltado, como lhe devia, que nada há como o Evangelho de Cristo;
2) O Autobiografia de um Iogue relata milagres semelhantes aos da Bíblia, em tempos recentes. Recomenda Cristo e o cristianismo, embora com restrição quanto a alguns aspectos da doutrina cristã.

O interessante é que só comecei a levar Cristo e o cristianismo a sério depois que li esses dois livros. Até recomendei a um padre que não acreditava em milagres que os lessem e repensasse sua relação com sua religião cristã.

No momento estou tentando entender o cristianismo. Porém, parto da certeza sobre o sobrenatural adquirido nos livros acima citados.

André Eurico disse...

Caro professor,

pela primeira vez faço um comentário em seu blog, apesar de acompanhá-lo já a algum tempo. Ou melhor, faço uma pergunta.

Possivelmente a pergunta que tenho poderá ser julgada, com justiça, um tanto ingênua. Apesar de ter nascido em uma família católica, descobri que não sou um iniciado. Sequer havia ouvido falar de Chesterton ou Belloc, antes de acessar seu blog. O livro "As grande heresias" será, pois, minha primeira leitura.

Afirmações como "Deus é o ser necessário e nós somos contingentes" justificaria um ato de violência contra um ser humano que aja e pense deliberadamente de forma herética?

Se a pergunta lhe parece capciosa, não é essa a intenção. É uma questão primária que surge na cabeça de quem está se introduzindo na discussão.

Um abraço!

André E. Morais

Anônimo disse...

Revdo. Pe. Vagner,


Poderia o sr colocar a referencia completa desse livro (nome,autor, ano, etc..). Sua benção!

Leonardo disse...

Caro Professor, gostaria, por gentileza que postasse algo a respeito do Milagre de Lanciano e ainda sobre os corpos incorruptos dos Santos da Igreja ou que nos indicasse algumas boas referências a respeito destes temas, pelos quais tenho grande interesse. Um abraço!

Antonio Emilio Angueth de Araujo disse...

Caro André,
Salve Maria!

Muito obrigado pelas suas visitas e pelo seu comentário.

Da maneira que você coloca a questão, "Afirmações como 'Deus é o ser necessário e nós somos contingentes' justificaria um ato de violência contra um ser humano que aja e pense deliberadamente de forma herética?", posso presumir a confusão que você está fazendo entre uma heresia e o simples fato de alguém pensar diferente da gente.

Como você diz que está disposto a ler "As Grandes Heresias", peço-lhe que acabe de ler o livro. Garanto que ao final da leitura, sua pergunta lhe será respondida por alguém muitíssimo mais capaz do que este modesto blogueiro.

Se sobrar alguma dúvida, volte a me escrever e aí poderemos nos alongar mais.

Em JMJ.

Antônio Emílio Angueth de Araújo.

Antonio Emilio Angueth de Araujo disse...

Caro Leonardo,
Salve Maria!

Obrigado pela sugestão do tema; é mesmo um tema muito interessante. Talvez um dia eu escreva algo a respeito. Enquanto isso, você pode ler algumas coisas interessantes nos seguintes links: Corpos Incorruptos,
Incorruptibilidade de corpos falecidos,
Como ousa dizer que o Beato João XXIII era herege?

Em JMJ.

Antônio Emílio Angueth de Araújo.

André Eurico disse...

Obrigado professor!

Quando terminar a leitura voltaremos a conversar. Comprei o livro e estou aguardando a entrega.

Continuarei, pelo grande prazer que tenho, a acompanhar teu blog e, sempre que achar pertinente, te enviarei meus comentários.

Um forte abraço!

André E. Morais

Marcelo disse...

Amigo anonimo,

Eu li o livro de Yogananda e posso te dizer que fiquei impressionado.
Tal livro relata a existencia de um avatar chamado Babaji que teria poderes divinos tal qual Jesus Cristo. Além disso Babaji seria imortal, e já estaria hoje com uns 1500 anos, e ainda com aparencia jovem de 30 anos. Yogananda relata os feitos extraodinarios desse avatar e de outros mestres yoguis da India. Na verdade, Yogananda durante todo o livro divulga a chamada Kria Yoga, a yoga ensinada e praticada por Babaji. Tal pratica desse tipo de yoga levaria a superconsciencia chamada Samadhi, que faria o cerebro humano evoluir milhares de anos, com pratica constante. Yogananda ainda defende a sociedade de castas da India, a reencarnação, projeções astrais da alma e todo tipo de orientalismo.
Para bom entendedor da doutrina cristã... já sabe né (?), o que tudo isso significa!
Como disse, na época fiquei impressionado e, quis até praticar yoga, depois, lendo o Prof Fedeli e outras fontes católicas me dei conta do erro que ia cometer. A Yoga, aparentemente inocente, e passada como exercicio mental, na verdade é extremamente prejudicial para a alma do cristão. A yoga está intimamente relacionada com a religião hindu e seus deuses. A leitura do livro evidencia isso. Cristão não deve praticar yoga de forma nenhuma.

Pe Vagner disse...

Carissímo anônimo,
A obra que mencionei é um clássico da Apologética Católica ( a recomendo a todos que queiram saber defender bem nossa Santa Igreja, sobretudo nestes tempos conturbados que estamos vivendo). O titulo da obra é " A Religião Demonstrada". Foi escrita pelo Pe. A. Hillaire, Ex professor do seminário Maior de Mende, na época era superior dos missionários do S.C.
O original é francês. Na introdução da obra o autor diz que "foi na gruta de Lourdes onde concebemos a idéia de publicar esta obra. Por isso a Virgem Imaculada foi por muitos anos de investigação e de estudo a que sustentou nossas forças". Na obra o autor segue o mesmo método empregado por Santo Tomas de Aquino na Suma Theologica: O santo doutor propõe em primeiro termo a questão, a resolve, e seguidamente dá as explicações e demonstrações correspondentes.
A primeira edição foi publicada no dia 8 de Dezembro de 1900 (a versão em Espanhol que tenho é da 16 edição, e 5 edição Argentina).
Grande abraço, com minha benção+
Pe Vagner

Anônimo disse...

Sobre meditação

A meditação que, na minha opinião, o Cristão deve fazer, são aquelas recomendas pelos Grandes Santos. Influenciado por tal idéia, até tentei conseguir o opúsculo Exercícios Espirituais, de Santo Inácio, mas ainda não o consegui ainda. Então, fico com o Pai Nosso e outras orações, com a mente sempre em Jesus Cristo. Cantar ajuda muito.

Quanto a essa questão das projeções astrais, creio que isso seja um fenõmeno psíquico natural em algumas pessoas. Um primo, sem mais nem menos, duante uma simples conversa, passou por esse fenômeno.

Pe Vagner disse...

Carissímo anônimo,
Só queria dizer que o "livro dos exercícios Espirituais de Santo Inácio de Loyola" não deve ser comprado apenas para ler e meditar. Ele foi feito para "fazer os Exercícios". Digo isto pois conheço muita gente que o comprou pensando que era um livro comum de espiritualidade e depois não o entendiam bem.
A propósito, recomendo-te que algum dia faças os "Exercícios de Santo Inácio", pode ter certeza que sua vida vai ser transformada.É outro grande tesouro da Igreja que esta meio esquecido.
Grande abraço,
Pe Vagner

Anônimo disse...

Obrigado Pe Vagner,

Que Deus lhe abençoe pela dica sobre os Exercícios Espirituais!

Sobre o livro Autobiografia de um Iogue, devo ressaltar que aprendi a buscar no cristianismo a Verdade, e não seguir as recomendações do hinduísmo. Mas isso também foi parte da aprendizagem que tive com o Bhagavad Gita.

Anônimo disse...

Prezados(as),

Eis o tesouro! os Exercícios Espírituais de Santo Inácio estão no endereço a seguir. Pratiquem e testemunhem!

http://www.salvemaria.org.br/pub/publicacoes/9e38099990abc0b963aef9f847c6fb38.pdf

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Marcos Costa disse...

Pe Vagner, Boa noite. Ja li o livro do Pe. A. Hilaire. Gostei muitissimo. Estou precisando de uma breve biografia do Pe Hilaire, o sr. teria esses dados? Obrigado, sua bençao. Marcos Costa

Antônio Emílio Angueth de Araújo disse...

Caro Marcos,
Salve Maria!

Escrevi ao Pe. Vagner sobre sua solicitação e ele me respondeu o seguinte: "Nao tenho nenhuma biografia do padre Hillaire, mas vou pesquisar um pouco e se eu encontrar eu passo pro Marcos. O que tenho é o livro "a Religiao demonstrada" em um file, se alguém se interessar é só me dizer."

Ad Iesum per Mariam.