segunda-feira, junho 15, 2020

Barroso para Papa!

Luís Roberto Barroso se apresenta em seu twitter assim:

Presidente do TSE e ministro do STF. Professor na UERJ e colaborador acadêmico na Harvard Kennedy School.

Sujeito importante no Brasil. Nos velhos tempos, isso significava ampla cultura clássica, honradez e respeito público. Compare esse sujeito com grandes juristas brasileiros e verão a diferença.

Mas da pena desse sujeito sai a seguinte pérola:

Há no Brasil, hoje, alguns guetos pré-iluministas. Irrelevantes na quantidade de integrantes e na qualidade das manifestações. Mas isso não torna menos grave a sua atuação. Instituições e pessoas de bem devem dar limites a esses grupos. Há diferença entre militância e bandidagem.

A História, para esse indigitado, se divide em antes do Iluminismo (A.I.) e depois do Iluminismo (D.I.). A situação é semelhante para os católicos modernistas que dividem a História da Igreja em duas etapas: antes do Concílio Vaticano II e depois do Concílio Vaticano II, que significou o Iluminismo na Igreja.

E mais, ele propõe criminalizar esses "guetos pré-iluministas". Agora sim, chegamos ao cimo do progresso: criminalizaremos a escolástica! A situação é semelhante à da Igreja Modernista. O Concílio Vaticano II "criminalizou" o Concílio de Trento e agora persegue os "guetos tradicionalista pré-CVII". 

Na hierarquia da Igreja, Barroso teria um futuro brilhante; talvez chegasse ao papado!

7 comentários:

Samuel disse...

Professor, genial a analogia.

Anônimo disse...

Acho que seria pouco; melhor, professor dos deuses.

Anônimo disse...

O incrível é ele se achar uma "pessoa de bem", sendo os demais "pessoas do mal", que devem assim ser criminalizadas pelo simples fato de serem "pré-iluministas", seja lá o que isso for!

João Daniel disse...

Hahaha. Excelente analogia mesmo professor!

Carlos Soares disse...

Fantástico Professor!
Então o coitado do Aristoteles é só um pré-iluminista, na opinião do ministro.

Unknown disse...

Hahahahahaha. Brilhante

Anônimo disse...

Essa gente está preocupada com o gigantesco crescimento do movimento conservador cristão no mundo inteiro! Na Europa Ocidental, na Europa Oriental, e na América.