sábado, abril 05, 2014

Lição de um cura medieval!

Se o próprio ouro perder o luzimento,
O pobre ferro quem terá de exemplo?
Se um vigário tiver conduta suja,
O leigo velozmente se enferruja.
Ou acaso um rebanho imaculado
Seguirá um pastor emporcalhado?
O padre, ao dar exemplo de pureza,
Ao povo purifica com justeza.
 
Contos da Cantuária, Geoffrey Chaucer, Trad. J. F. Botelho, Ed. Peguin, 2013

8 comentários:

Anônimo disse...

É por isso que a boa educação católica não pode colocar o padre como referência para o leigo. Jesus deve ser a referência. Assim, se o padre falhar, pode ser que surjam lideranças naturais entre os leigos, como parece ser o seu caso.

Parabéns pelo seu esforço de esclarecimento público, professor!

Antônio Emílio Angueth de Araújo disse...

Caro anônimo,

Não sou nenhuma liderança, apenas um católico tentando viver uma vida católica no turbilhão da crise da Igreja e do mundo moderno.

Se algo que faço é de alguma valia para alguém, é por graça de Deus.

Peço suas orações.

Ad Iesum per Mariam.

Anônimo disse...

"Se o próprio ouro perder o luzimento,
O pobre ferro quem terá de exemplo?"

Inicialmente pensei que essa analogia não fazia sentido. Ouro é ouro, ferro é ferro. Cada um segunda a própria natureza. Como poderia a tartaruga tomar o coelho como exemplo em termos de corrida de velocidade? E como poderia o coelho tomar a tartaruga como exemplo em termos de longevidade?

Contudo, vejo que uma analogia aparentemente sem sentido na afirmação: "Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus. Mateus 5:48" que foi atenuada por outra afirmação: "Jesus lhe disse: Por que me chamas bom? Ninguém há bom, senão um, que é Deus. Lucas 18:19"

Isso implica que todos devemos buscar o ideal, ainda que não o possamos alcançar. Seremos julgados pela intenção e esforço, não pelos resultados alcançados.

Faz sentido o que eu disse, professor?

Junior Ribeiro disse...

Prof, Salve Rainha!

Somos obrigados, por obediência, a ser submissos a padres, bispos e cardeais claramente hereges, como temos muito hoje em dia?

Anônimo disse...

Professor,

O senhor poderia analisar este vídeo? Como devo comportar-me quanto ao seu conteúdo:

https://www.facebook.com/photo.php?v=568184223278151&set=vb.100002597349791&type=2&theater

Cristão sentindo-se em choque de doutrinas!

Antônio Emílio Angueth de Araújo disse...

Caro anônimo,

No vídeo, não existe choque de doutrinas, existe um padre sem batina e sem doutrina, apenas isso. Não fique nem um pouco chocado com isso. Leia Glórias de Maria, de Santo Afonso Maria de Ligório e o Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem, de São Luiz Maria Grignion de Montfort (note o Maria no nome dos dois santos!) e esqueça esse padreco sem batina e sem doutrina.

Ad Iesum per Mariam.

Antônio Emílio Angueth de Araújo disse...

Caro Junio,
Salve Maria!

Somos obrigados a não obedecer quem nos afasta de Deus, sem ele quem for. Leia, de Dom Lefebvre, Golpe de Mestre de Satanás.

Ad Iesum per Mariam.

Anônimo disse...

Professor,

Salve Maria!

Ganhei um linda Nossa Senhora da Conceição de presente, porém não consigo que o padre da Paróquia da Santíssima Trindade no Gutierrez a abençoe, afinal quase nunca está na paróquia fora do horário das missas, atende apenas duas vezes por semana em horários que não me atendem. Aliás nem sei se nessa igreja existe confissão, no mural um porteiro muito arrogante lhe aponta um quadro com horários de "atendimento". Adicionalmente, é quase impossível conseguir um padre para dar a extrema unção, foi assim com meu tio em 2012.

Como vou convencer a minha esposa a se converter se os padres aqui do Gutierrez pouco estão a serviço dos fiéis? Ela aprendeu desde pequena a não gostar da Igreja e cada vez que um fato desse ocorre ela me olha com cara de "não disse?"

Assim como no seco "atendimento" que tivemos antes do nosso casamento, os exemplos que esses padres nos dão não ajuda a trazer frutos à árida fé da minha esposa e pode sim abalar a de muitas pessoas.

Não preciso mencionar o doloroso fato que qualquer igreja universal de qualquer coisa tem pastores a serviço quase em tempo integral. Como convencer aqueles que sofrem, precisam de alguma assistência
a olhar com bons olhos para o comportamento de nosso clero e não procurar alternativas heréticas? O que dizer aos inimigos da Igreja?

Apenas um desabafo, professor,

Um abraço,

Leonardo